Crítica: Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo de Benjamin Alire Sáenz

Páginas: 392

Autor(a): Benjamin Alire Sáenz

Editora: Seguinte

Ano de Publicação: 2015

Avaliação:

Capa: 5 estrelas

Diagramação: 5 estrelas

Obra Completa: 4,5 estrelas


Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.
Livros com temática LGBT vem conquistando cada vez mais o mercado literário. Algumas histórias são apenas clichês e aproveitam de seu tema chamativo para fazer sucesso, outras conseguem transmitir com êxito toda a dúvida e fúria de uma pessoa em uma situação delicada de preconceito e autodescoberta. Aristóteles e Dante é um desses livros.

O livro começa calmo. A preocupação do autor é apresentar os personagens e criar uma atmosfera agradável em cima de ambos, para que o leitor consiga criar empatia e dar atenção aquele núcleo. Bem feito! Aristóteles é um jovem extremamente confuso, irritado e CHATO, mas isso é perfeitamente justificável. Ari passa por inúmeros problemas e se esconde de si mesmo o tempo todo. Já Dante? Dante é um doce! O jovem conquista-nos desde o 1° parágrafo e seus diálogos com Ari rendem boas doses de risadas e reflexões.

"Dante estava com a expressão diferente. Parecia um anjo. E tudo o que eu queria era meter a mão na cara dele. Não conseguia suportar minha própria crueldade."


Logo após a 1° parte do livro as coisas começam a ficar mais tensas e claustrofóbicas. Ari está no auge de sua confusão e depois de diversos acontecimentos – os quais não irei revelar – o jovem se vê maluco. TODA a narrativa de Benjamin Alire consegue transmitir essa revolta e confusão no coração de Ari. É um método até estilístico. O autor repete DIVERSOS fatos ao longo da trama, para mostrar justamente essa explosão de sentimentos que Aristóteles está sentindo. Ele compreende o adolescente de uma forma assustadora. Parece até que pediu conselhos a A.S.King… Incrível!

A estrutura da diagramação do livro é diferente, justamente pelo fato que citei anteriormente. O autor acompanha a cabeça de Ari e Dante durante todo o tempo. Quando os personagens estão confusos, ou até mesmo felizes, a narrativa e sua estrutura acompanha esses sentimentos. É algo extremamente real. O livro é as artérias que bombeiam o sangue até o coração – a história. Já não bastasse os lindos trechos filosóficos inseridos pelo autor. Até a diagramação do livro acompanha isso!

"Às vezes, você faz coisas não porque pensou naquilo, mas porque sentiu. Sentiu demais. E nem sempre você pode se controlar quando sente demais."

A proposta do livro gira em torno da relação de dois adolescentes com o mundo. Isso todos já sabem. Mas a temática gay, sem dúvida, é o tema mais esperado pela maioria dos leitores que buscam a obra. Então eu alerto-os: cuidado para não se decepcionarem. Benjamin trabalha a temática gay durante o desenvolvimento da trama, mas ela não é o foco. Faltando cerca de 80 páginas para que o livro termine, o tema começa a ser trabalhado com mais vigor e o que antes foi “deixa de lado”, agora assume uma força bruta e emocionante. Eu gostei dessa decisão do autor, porém senti um pouco de falta de uma justificativa mais plausível para o final da história. Os sentimentos de Ari mudaram rápido demais e em questões de páginas, toda aquela confusão se transformou em uma certeza/verdade absoluta. Isso me incomodou bastante! Porém, é óbvio, que isso não desmerece o restante da obra.

Um festival de belas cenas. Este livro é exatamente isto! Aristóteles e Dante daria um filme sensacional. Se eu chorei? MEU DEUS! Meus sentimentos foram colocados a prova durante toda a narrativa. O autor me batia e me enganava a todo momento. Eu AMO quando um livro causa esse tipo de efeito sobre mim. A partir de coisas assim que se sabe se um livro é ou não é bom. Por mais que seja voltado aos adolescentes, ele consegue ser mais profundo e sensível do que muita coisa comercializada por aí. Benjamin está de parabéns.

"Outro segredo do Universo: às vezes, a dor era como uma tempestade que vinha do nada. A mais clara manhã de verão podia acabar em temporal. Podia acabar em raios e trovões."

Qualquer adjetivo que eu use para caracterizar este livro irá direto para o abismo interminável dos clichês. Por isso, serei breve. Aristóteles e Dante: Descobrem os Segredos do Universo é um livro sensível, inteligente, real e cru. Ele esfrega a realidade na cara do leitor e mostra como o universo pode ser assustador e como o amor pode curar as feridas, ou piorá-las de vez em quando. Recomendo para todo mundo. Aprendi muito com esse livro e espero relê-lo daqui há uns anos.

Apostas: Oscar 2016


O Oscar é a maior premiação do cinema, disso não resta dúvida. Todo ano são feitas diversas apostas e bolões em cima de filmes, atores e atrizes. Esse ano não foi diferente.

O Oscar 2016 é, sem nenhuma dúvida, um dos melhores até hoje. O nível dos indicados é altíssimo, mas em como TODAS as edições, algumas injustiças foram cometidas. Comentarei com vocês quais são minhas apostas para as categorias principais.

OBSERVAÇÃO:

DIREITA: QUEM EU ACHO QUE VAI GANHAR
ESQUERDA: QUEM EU QUERIA QUE GANHASSE
APOSTAS

- MELHOR FILME 

Room

Room (O Quarto de Jack) é um filme extremamente delicado e prende o espectador a todo minuto, sem cair nas mesmices do gênero ou apelar forçadamente para o emocional do espectador. De todos os filmes da categoria, foi o que mais me tocou e marcou. Adoraria ver o filme premiado com uma estatueta.

Spotlight

Um filme escandalosamente bom! Spotlight, em termos técnicos, é praticamente o melhor da categoria. Não há dúvidas de que é um dos mais fortes indicados. Sua temática é polêmica, interessante e bem desenvolvida e o filme tem um dos elencos mais incríveis que dos últimos anos. Creio que ganhe!

- MELHOR ATOR


Leonardo Di Caprio

Leonardo Di Caprio foi assustador, de tão bom em O Regresso. O ator incorporou seu personagem de uma maneira inacreditável e entregou ao cinema uma de suas performances mais marcantes. Di Caprio não merece o Oscar somente por sua incrível atuação neste filme, mas também por todo o conjunto da obra.

Quero que ele ganhe e sei que isso vai acontecer!


- MELHOR ATRIZ


Brie Larson

SENSACIONAL! Não há como descrever a atuação de Brie Larson em 'Room'. A atriz está impecável e consegue imprimir todos os sentimentos da personagem em singelos olhares e pequenos gestos. Um papel extremamente difícil de interpretar e Brie Larson o faz com maestria. Deem o Oscar pra essa mulher!

- MELHOR DIRETOR


George Miller

'Mad Max' é impecável em sua direção! George já merecia o Oscar por todo o IMENSO TRABALHO que o filme deu e, depois de ter conseguido o feito de realizar um dos melhores filmes de ação dos últimos anos, não há dúvida de que o diretor merecia uma estatueta. Torcendo muito!

Adam McKay

Não há dúvidas de que 'A Grande Aposta' é um grande filme, mas sua direção… Nem tão grande assim! O filme é cansativo em muitos momentos e o diretor apela para recursos já batidos e bastante irritantes para o público. Quem deixa verdadeiros textos em tela? É triste saber que, o trabalho mais fraco da categoria, é o mais forte cogitado ao prêmio. Os motivos são assunto para outro post.

- MELHOR ATOR COADJUVANTE



Sylvester Stallone 


Sylvester Stallone é uma lenda! O ator que, provavelmente irá se aposentar ano que vem, foi indicado ao Oscar por um papel muito bom no filme 'Creed'. Stallone – pra mim, não é o melhor de sua categoria, mas o ator merece o prêmio por tudo o que ele significou para o cinema. Não existiria Rocky sem Stallone. Um ícone deste tamanho merece um Oscar, antes de deixar as telonas. VAI STALLONE!

- MELHOR ATRIZ COADJUVANTE


Rooney Mara

A atriz está fabulosa! Rooney mara dá um show de interpretação em 'Carol' e consegue transmitir tudo aquilo que é exigido de sua personagem. Foi uma das interpretações mais sinceras e singelas que vi nos últimos anos. O que Rooney Mara fez me emocionou e com certeza um Oscar seria mais que o correto.

Alicia Vikander

Ainda não assisti 'A Garota Dinamarquesa'. Aposto minhas fichas em Alicia devido ao reflexo das premiações que antecedem o Oscar. Ela está levando todas! Pode ser que Alicia seja melhor que Rooney Mara… Não sei! Mas, de qualquer maneira, creio que o Oscar este ano é dela.

Quer crítica dos filmes indicados a 'Melhor Filme' no Oscar 2016? Vote na enquete ao lado. Seu voto é muito importante!

Um dos melhores filmes nacionais de todos os tempos - Crítica: Que Horas Ela Volta?


O cinema brasileiro sempre foi alvo de críticas, mas a situação piorou um pouco nos últimos anos. Filmes como: “E aí, comeu?”. “Até Que a Sorte nos Separe” e “Qualquer Gato Vira Lata” mancharam a imagem dos filmes produzidos em nosso país. As grandes redes de cinema perceberam a necessidade de realizarem filmes com temas sérios e decidiram parar de subestimar um pouco o seu público. O resultado não poderia ter sido melhor e Que Horas Ela Volta? é a prova disto.
A pernambucana Val se mudou para São Paulo a fim de dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica. Com muito receio, ela deixou a menina no interior de Pernambuco para ser babá de Fabinho, morando integralmente na casa de seus patrões. Treze anos depois, quando o menino vai prestar vestibular, Jéssica lhe telefona, pedindo ajuda para ir à São Paulo, no intuito de prestar a mesma prova. Os chefes de Val recebem a menina de braços abertos, só que quando ela deixa de seguir certo protocolo, circulando livremente, como não deveria, a situação se complica.

Ser singelo em uma obra cinematográfica nem sempre é uma tarefa simples de realizar. Cineastas quebram a cabeça em busca de um roteiro perfeito e de tramas mirabolantes e instigantes. Anna Muylaert (a diretora) consegue imprimir sua marca de delicadeza, ao mesmo tempo em que desenvolve um enredo chamativo e lotado de metáforas e críticas inteligentes e substancialmente necessárias. O filme é lotado de críticas a divisão de classes no Brasil e isso fica explícito logo nos primeiros minutos da película, através de um uso invejável de câmera e movimento. Um artifício inteligente e trabalhado minimamente pela diretora. O filme já começa bem! 

As subtramas desenvolvidas ao longo do filme são perspicazes e cumprem com aquilo que prometem. Absolutamente TUDO que é inserido ao longo do filme tem uma explicação e condiz com uma necessidade do enredo, seja para explicar determinado fato ou trabalhar com tangentes não tão exploradas anteriormente. Gosto quando diretores e roteiristas unificam sua ideologia e colaboram para uma maior fluidez e até complexidade de um enredo. Mas não é uma complexidade mesquinha e injustificável. É, como disse, condizente.


As atuações do filme são impecáveis. Fazia tempo que não via um filme com uma excelência tão grande em seus casting. Talvez em “O Grande Hotel Budapeste”, mas se tratando de Brasil… UAU! Regina Casé dá um SHOW e consegue imprimir toda a fragilidade, inocência, ingenuidade e pureza de uma mulher sofrida e trabalhadora do nordeste, que a vida toda viveu na sombra de outras pessoas, mas nunca abriu a boca para reclamar. É emocionante! Destaque também para Camila Márdila e Karine Teles que estão incríveis e encarnaram suas personagens de maneira fenomenal.


Já não bastasse as atuações, o filme possui uma característica que se destaca em comparação as outras. Que Horas Ela Volta? é composto de diversas cenas únicas e com um poder de causar reações no público de dar inveja a qualquer cineasta. Um sentimentalismo profundo é jogado ao espectador em algumas cenas que, com certeza, possuem grande potencial para serem lembradas durante décadas. Me emocionei em diversos momentos e sorri diversas vezes diante de tamanha demonstração de arte. Não é necessário um roteiro mirabolante, quando se tem uma história bem elaborada e direta. 



As críticas presentes na película são sensacionais e extremamente necessárias. De início pensei em não abordá-las em minha crítica, mas acho que será válido discutir um pouco a que mais me chamou a atenção. No Brasil, as pessoas com menor oportunidade, são sempre julgadas e vistas com um olhar subestimável. A sociedade os marginaliza! O filme mostrou essa realidade nua e crua e deu um tapa na cara de todos nós ao nos brindar com uma cena maravilhosa a respeito deste assunto. Foi uma quebra maravilhosa de um pré conceito que já é difundido em nossa mente. OBRIGADO ANNA MUYLAERT!

Para alguns o filme pode parecer simples e até desnecessário, mas não se engane. A maioria das impressões imprimidas no público pelo filme, são fruto de uma interpretação concisa e de uma dedicação do espectador. Essa é a principal mágica! Nada é entregue de bandeja. Tudo é intrínseco aos atos do filme. Cabe ao espectador abstrair aquilo que o roteiro deseja passar como mensagem.



Você deve estar se perguntando: O filme é perfeito? E eu digo: não! Mas não vejo necessidade de desenvolver qualquer raciocínio sobre algum deslize ínfimo do roteiro. Uma obra tão bela quanto esta não merece ser diminuída por erros quase imperceptíveis. Basta aproveitar e deixar o exagerado senso crítico – ou seria chatisse? - de lado por um tempo.

Poderia ficar horas devaneando sobre a película, mas creio que devo encerrar por aqui. Pois bem… Que Horas Ela Volta? é um belíssimo filme, que trabalha questões importantíssimas com o espectador e conta com um elenco invejável a qualquer diretor de Hollywood ou produções internacionais. Um filme puro, que possui o poder de entreter, mas sem perder em nenhum momento sua inteligência. Sem dúvida, um dos melhores filmes já produzidos pelo Brasil e uma das melhores coisas que assisto EM ANOS. Por favor, assista!

Sorteio Ano Novo, Livros Novos!


Nada como começar o ano com livros novos para ler. Ou então, renovar aquela coleção que você ama, mas que já está velhinha, prontinha para ir para uma outra estante, e, no lugar, colocar uma acabada de ser lançada! ;)

Assim, o GETTUB convidou 20 blogs amigos para criar este sorteio para vocês:

CONJUNTO DA OBRA - conjuntodaobra.blogspot.com.br
ROENDO LIVROS - roendolivros.com
THE HOUSE OF STORIES - thehouseofstorie.blogspot.com.br
NO DIVÃ COM AS PALAVRAS - nodivacomaspalavras.blogspot.com.br
EU VIVO LENDO - euvivolendo.com.br
LOST GIRLY GIRL - lostgirlygirl.com
OS NÓS DA REDE - osnosdarede.com
MILKSHAKE DE PALAVRAS - shakedepalavras.blogspot.com.br
A LOKA DO LIVRO - alokadolivro.com.br
REVELANDO SENTIMENTOS - revelandosentimentos.blogspot.com.br
MEU VÍCIO EM LIVROS - meuvicioemlivros.com
ESTILHAÇANDO LIVROS - estilhacandolivros.blogspot.com.br
MEU AMOR PELOS LIVROS - meuamorpeloslivros.blogspot.com.br
REALITY OF BOOKS - realityofbooks.blogspot.com.br
GORDINHA ASSUMIDA - gordinhaassumida.com.br
AMORES E LIVROS - amoreselivros.com.br
MALUCAS POR ROMANCES - malucaspor-romances.blogspot.com.br
VOCÊ É TÃO LIVRO - voceetaolivro.blogspot.com.br

Não apenas com um box, mas, sim, com os DOIS boxes mais desejados de 2015

- HARRY POTTER DA ROCCO
- INSTRUMENTOS MORTAIS EDIÇÃO HOLOGRÁFICA

E cada um desses boxes vai acompanhado de 80 MARCADORES SORTIDOS!

REGRAS

1. Residir ou ter endereço de entrega em território nacional; 
2. O período de inscrição será do dia 04/01/2016 ao dia 31/01/2016
3. O GETTUB será responsável pelo envio de cada item. O prazo de envio é de 30 dias úteis, e o GETTUB não se responsabiliza por danos, extravios ou retornos das encomendas; 
4. Os vencedores terão um prazo de 48 HORAS, após o resultado, para entrarem em contato com o GETTUB. Caso contrário, o sorteio será refeito; 
5. O contato com o(s) vencedor(es) será feito POR E-MAIL apenas. Então, é muito importante que ele esteja correto ao preencher os formulários;
6. Será apenas um vencedor por formulário, a menos que o mesmo nome seja sorteado nos dois formulários. Nesse caso, é possível que uma pessoa leve os dois prêmios; 
7. O resultado da promoção será divulgado em até 5 DIAS após o seu término;
8. Este sorteio é de caráter recreativo/cultural, conforme item II do artigo 3º da Lei 5.768 de 20/12/71 e dispensa autorização do Ministério da Fazenda e da Justiça, não está vinculada à compra e/ou aquisição de produtos e serviços e a participação é gratuita;
9. O blog GETTUB se reserva o direito de dirimir questões não previstas nestas regras.

OBSERVAÇÕES

Será um formulário por prêmio, já que algumas pessoas podem não querer concorrer aos dois boxes. Aqueles que desejarem concorrer aos dois, será necessário repetir as entradas em cada formulário. 

PRÊMIOS


Para concorrer ao sorteio do box HARRY POTTER DA ROCCO, é necessário preencher o formulário abaixo. A primeira entrada é OBRIGATÓRIA e vale 1 PONTO. As outras entradas são OPCIONAIS, mas valem 5 PONTOS cada. Quantos mais pontos você somar, mais chances de ganhar.



Para concorrer ao sorteio do box INSTRUMENTOS MORTAIS EDIÇÃO HOLOGRÁFICA, é necessário preencher o formulário abaixo. A primeira entrada é OBRIGATÓRIA e vale 1 PONTO. As outras entradas são OPCIONAIS, mas valem 5 PONTOS cada. Quantos mais pontos você somar, mais chances de ganhar.


Dúvidas quanto ao sorteio, deixe uma mensagem neste post.
Eu vivo lendo. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design