Pipoca de Sexta #52 - O Massacre da Serra Elétrica (1974)

Heey povo! Beleza? Hoje o Pipoca de Sexta está muito especial! Já faz quase 9 anos que eu sou fã de um dos maiores clássicos do terror: O Massacre da Serra Elétrica e, por isso, decidi que estava na hora de compartilhar minha paixão com vocês. Acompanhe-me:

Título: O Massacre da Serra Elétrica
Gênero: Terror
Distribuidora: ///
Ano de Lançamento (Brasil): 1987
Nacionalidade: EUA
Direção: Tobe Hooper

Avaliação:

Trilha Sonora: 5/5
Personagens: 4/5
Obra Completa: 4,5/5






Em 1973, a polícia texana deu como encerrado o caso de um terrível massacre de 33 pessoas provocado por um homem que usava uma máscara feita de pele humana. Nos anos que se seguiram os policiais foram acusados de fazer uma péssima investigação e de terem matado o cara errado. Só que dessa vez, o único sobrevivente do massacre vai contar em detalhes o que realmente aconteceu na deserta estrada do Texas, quando ele e mais 4 amigos estavam indo visitar o seu avô.








RESUMO
5 amigos estão viajando pelo Texas com o objetivo de visitar a casa do avô de um deles. O caminho da casa do avô é complexo e deveras assustador. Durante o trajeto, os cinco amigos acabam dando carona em sua vã para um rapaz nada agradável e depois de serem assustados pelo mesmo, acabando expulsando-o do veículo.

Traumatizados pelo rapaz, eles decidem parar em um posto de gasolina para reabastecer o veículo, porém descobrem que não há gasolina e que o estabelecimento quase não tem nada. Cansados, com medo e bastante desanimados, os amigos resolvem procurar gasolina em casas próximas da região e acabam se deparando com a morte.

Leatherface! Esse é o nome da pessoa que irá estragar a vida de TODOS eles para sempre. Ele e sua inseparável companheira: sua motosserra.
OPINIÃO
Sou suspeito para falar desse inegável clássico. Sou fã de filmes de terror e um dos meus favoritos (senão o favorito) é, sem dúvida nenhuma, O Massacre da Serra Elétrica. O filme redefiniu o gênero e mostrou o quanto o cinema é poderoso na hora de causar algum efeito sobre as pessoas. Até quem não gosta do gênero deveria dar uma chance.


O Massacre da Serra Elétrica já começa irresistível. É muito divertido acompanhar o grupo de amigos (todos irreverentes) em direção a sua inevitável morte. Assim que o grupo da carona ao mochileiro (sem nome definido), a tensão já se instala e a aparente suspeita que acompanhará o espectador até o final do filme já ganha vida. Hooper começa a criar tensão a partir daí e depois não para mais.

O interessante de se analisar um clássico desse porte é perceber a total falta de recursos da época. O filme tem mais de 40 anos e, até hoje, consegue assustar. Os efeitos especiais na época eram escassos, mas mesmo assim o diretor e toda a equipe técnica conseguiram criar um cenário condizente com o enredo, que transpareceu verossimilhança e aumentou ainda mais a tensão sentida pelo espectador.


Demora um pouco até o nosso real protagonista aparecer - o caricato Latherface -, mas após a sua aparição o filme começa a ganhar um ritmo delicioso e o medo começa a assolar o espectador. O modo como a tensão é trabalhada calmamente ajuda muito na hora de assustar e o que mais chama a atenção é que o filme não apela a nudez e, muito menos, a sangue. Isso mesmo! Você verá muito pouco sangue nesse filme. O Massacre da Serra Elétrica é puramente psicológico e metódico.

As atuações de todos os atores são muito boas, principalmente dá irritante, necessária, escandalosa e linda, Sally. A maneira como a atriz trabalha suas feições é inacreditável e impressiona. O restante do elenco está harmônico ao enredo e Gunnar Hansen faz um Latherface assustador.


A ambientação do filme é um poderoso aliado ao terror psicológico construído pelo enredo. A trilha sonora e o jogo de câmera trabaham juntos. São usados "closes" estudados nas feições de Sally, mostrando seus olhos esbugalhados e assustados, aliado de uma música angustiante. Sensacional, né?


O Massacre da Serra Elétrica definiu o gênero do terror, pois é um filme incrivelmente bem trabalhado e completamente novo para a sua época. Seus personagens e ações reverberam até hoje e graças a Latherface é que atualmente conhecemos personagens tão caricatos e medonhos. Um filme espetacular que deve ser assistido por todos aqueles que curtem um cinema de qualidade.
ASSISTA AQUI

3 comentários:

  1. Oi, tudo bom?
    Confesso que acho esse filme um pouco sem graça, não curto muito esse gênero aisuaius
    Um beijão.
    Garota do Livro

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabriel!
    Faz tanto tempo que vi esse filme que nem lembro muito bem dos detalhes... Deu vontade de assistir novamente!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  3. Não é meu favorito, mas realmente é muito bom, nesse caso a falta de verba ajudou a dar o tom sinistro do filme. E aquela cena do jantar é uma das mais freaks e tensas que eu já vi haha
    Provavelmente vc já viu, mas senão, recomendo o Evil Dead de 81, tem um tom bem diferente de Massacre da Serra Elétrica, mas é trasheira da melhor "qualidade" ¬¬

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)

Eu vivo lendo. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design