Resenha: Jogador N°1 - Ernest Cline

7 de janeiro de 2015

Oi pessoal, como vão? Hoje a resenha será de um livro nerd, ou geek. Sim, estamos falando do livro o Jogador N°1.

Aproveita a super promoção e compre o livro na Saraiva hoje mesmo!


Título: Jogador N°1
Páginas: 464
Autor(a): Ernest Cline
Editora: Leya
Gênero: Ficção Cientifica
Ano de Publicação: 2011

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação: 5/5
Obra Completa: 5/5 (Favorito)

Compre: Aqui!






Sinopse:

O ano é 2044 e, como o resto da humanidade, Wade Watts prefere mil vezes o jogo do OASIS do que o mundo real. Ele garante que esconde as peças de um puzzle diabólico cuja resolução leva à riqueza incalculável. A chave para o quebra-cabeça são baseadas na cultura do final do século XX e, por anos, milhões de seres humanos têm tentado encontrá-los, sem sucesso. De repente, Wade consegue resolver o quebra-cabeça e ganha o prêmio, e, posteriormente, deve competir contra milhares de jogadores para conseguir o troféu. A única maneira de sobreviver é ganhar, mas para isso terá que abandonar sua existência virtual e lidar com a vida e o amor no mundo real, que sempre tentou fugir.
Resumo:
Wade é o tipo de garoto nada sociável. Vive no mundo virtual sem comunicação na vida real. Perdeu os pais cedo e desde então teve que batalhar para ter as próprias coisas. Ele descobre sobre um jogo chamado OASIS que, no final de todos os níveis, o ganhador será premiado com MUITO dinheiro. E então começa a luta. Dia, noite e tarde Wade não para de jogar. É enigma atrás de enigma, jogo dentro de jogo e etc. Wade precisa usar toda sua inteligência Geek para conseguir jogar e vencer os anti-heróis. O que era para ser apenas um jogo tornou-se uma coisa muito séria. O mundo virtual se misturou com o mundo real. Coisas começaram a acontecer, Wade se viu perdido. Em meio aos caos, ele descobriu que a única coisa que poderia salvá-lo eram as amizades virtuais que ele fez. Para isso, ele precisou conhecer seus amigos pessoalmente, e foi difícil. Foram várias descobertas e mentiras reveladas. Mas, se tem uma coisa que Wade descobriu, é que: a união faz a força.
Opinião:
Sim, posso garantir que Jogador N°1 é um dos melhores livros que eu já li. Estou em amor eterno com ele, ainda não consegui largá-lo. O livro faz milhares de referências aos anos 80 do começo ao fim. Talvez para algumas pessoas possa ser chato ou irritante, mas se você é "nerd" (como eu) que gosta de: filmes, músicas, games e autores da época, não vai se arrepender de ler.
Bom, no começo achei algumas coisas desnecessárias. Um exemplo é a discussão que rolava sobre filmes e games no meio do enredo, isso deixava o livro meio cansativo e a leitura demorada. Mas, nas páginas seguintes todas as referências e explicações fizeram sentido, mostrando um por que e revelando que até um pequeno detalhe que deixamos passar faz toda a diferença.
A estória vai ser narrada por Wade. De inicio já vamos saber quem ganhou o famoso OASIS. Ele perdeu seus pais e tem que conviver com sua tia e mais dezenas de pessoas em um trailer. Infelizmente Wade não tem liberdade na vida real. Tudo que ele faz e tem precisa ser escondido. Wade tem uma inteligência inigualável quando trata-se de filmes, jogos, músicas e "Halliday". Ele joga OASIS para escapar da realidade. OASIS é um tipo de jogo que você pode ser quem quiser sem se importar com a opinião alheia.
"Felizmente eu tinha acesso ao OASIS, que era como ter uma válvula de escape para uma realidade melhor."
Depois de ter o computador vendido por sua tia, Wade decidiu ir para um esconderijo. E ali mesmo decidiu que iria ganhar o "prêmio." Então, vemos um amadurecimento do personagem, onde terá que viver por conta própria.
Os personagens foram bem construídos e desenvolvidos. O autor conseguiu passar os sentimentos de Wade e de outros pelo computador. Foi magnífico. O amadurecimento deles no decorrer do enredo foi ótimo. O que era para ser um jogo solo transformou-se em um jogo em grupo. Com o tempo, Wade descobriu o sentimento da amizade mesmo sendo virtual.
"A van era meu refúgio. Minha Batcaverna. Minha Fortaleza de Solidão. Era onde eu ia para estudar, fazer as tarefas de escola, ler livros, assistir a filmes e jogar videogames. Era também onde eu realizava a busca constante pelo Easter Egg de Halliday."
O livro agrada a todos, mesmo aqueles que não gostam da cultura nerd. Apesar das referências Geek, a trama passa uma bela lição de moral (a união faz a força). Vejo muitas críticas positivas, é uma obra feita para adolescentes, mas se uma pessoa dos anos 80 ler vai amar.
A narrativa é muito bem escrita e desenvolvida. O autor foi detalhista e de alguma forma (que não sei qual) conseguiu deixar algo que era extenso uma coisa legal de ser lida. O livro é viciante e te prende do começo ao fim... Cada página virada é um enigma novo para resolver. A estória consiste em aventura, ação, amizade, MUITO suspense e um pouco de romance. O pouco de romance que teve foi o suficiente para saber que o amor pode mudar muitas coisas, principalmente coisas que nunca imaginamos acontecer.
"Criei o OASIS porque nunca me senti à vontade no mundo real. Eu não sabia como se relacionar com as pessoas. Senti medo durante toda minha vida. Até eu saber que estava terminando. Foi quando eu percebi que, por mais assustadora e dolorosa que a realidade possa ser, é também o único lugar onde se pode encontrar a felicidade de verdade. Porque a realidade é real. Entendeu?"
A estória em si é fantástica. Ernest mostrou que apesar da vida virtual ser mais fácil, nada substitui a real. A realidade de hoje em dia se coincide com a realidade de 2044. Ao ler o livro vocês vão entender o porquê.
Já leram? Pretendem ler?
Beijos <3

14 comentários:

  1. Oi, legal a sua resenha!
    Não conhecia ainda o livro, mas fiquei bastante interessada. A história parece ser bem diferente, né?
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. eu li esse livro, porém n dei a nota máxima pra ele pq em alguns momentos fiquei de saco cheio, mas gostei mt da leitura.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. O livro parece ser bem interessante, a gente tem vivido cada vez mais no mundo virtual e de vez em quando tem que ter algo que nos mostre que precisamos estar com um pé no mundo real tbm... Entrou pra listinha. Bjo
    coisasdebelaa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Só vejo críticas positivas sobre esse livro, mas tenho muita preguiça de vídeo game e essas coisas... Quem sabe um dia eu leia?

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Mariana..
    Estou conhecendo o livro agora, e posso dizer que já gostei da sua resenha. E você gostou mesmo do livro ein..
    Gosto de livros que tenham alguma aventura. Ótima dica.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Já li, faz bastante tempo até, mas ainda hoje lembro de como era foda virar cada página e descobrir mais algum cantinho do OASIS e seus muitos segredos. O livro me deu um misto de curiosidade, raiva, saudade e TANTAS outras coisas que, nossa! AHAHAHA A última página foi tão amor que não consigo esquecê-la *-* Enfim, sou outra fã de Jogador Nº1.
    Beeeeeeeeeeijos <3

    http://listadasnuvens.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ei Gabriel,

    Resenha super empolgada, gostei.
    Este livro é engraçado porque vejo resenhas ou muito positivas ou muito negativas dele rs, ainda não sei se quero ou não ler aiai. E como parei de comprar, não vai ser tão cedo kkkk.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. oi Gabriel, adorei tua resenha, mas este tipo de leitura ñ me atrai, mas meu filho adora mostrei a ele tua resenha como eu adorou e me disse q quando eu puder comprar o livro p/ ele. parabéns Amigo vc é 10, meu filho é doido por livros q falem sobre vida virtual vc sabe guri de 17 anos, adora computadores.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, que saudade eu tenho desse livro. Meu irmão pegou emprestado e até hoje ainda não me devolveu. Quanta felicidade eu sinto ao me lembrar disso huahuahua O livro deve ser fantastico e eu espero que eu possa LER um dia -.- Se o meu livro ainda existir

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  10. Confesso que não conhecia esse livro
    Mas gostei bastante da sua resenha, me parece ser um livro interessante

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Acredita que essa é a primeira resenha que leio desse livro? Já vi ele varias vezes em promoções, mas como a capa não chamou muito a minha atenção, nem vi sobre o que era. Mas agora lendo sua resenha, fiquei muito interessada. Gostei desse negocio do jogo se misturar com a vida real. Já anotei aqui para ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Fico feliz que tenha gostado do livro, mas não é algo que estou procurando ler no momento. Mas quem sabe mais para frente...
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  13. Oláá Gabriel =)
    Então, eu já conhecia esse livro e sempre quando vejo ou uma indicação ou resenha fico ainda mais doido para ter logo em mãos, essa capa é fantástica e estava lendo um livro que tem também esse tema de universos geeks e foi o primeiro que li desse gênero, gostei bastante e estou doido para ler algo que tenha também esse tema. Acho que o próximo será esse mesmo e estou juntando tudo aqui para compra-lo HAUHAUAAUA.

    Abraçooooosss!

    ResponderExcluir
  14. Oii... O livro não me chamou atenção, pela sinopse eu esperava uma resenha negativa... Mas não! Que bom que gostou do livro, resenha positiva que surpreende os leitores do blog é fantástico.
    Abraço, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)
















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN