Pipoca de Sexta #36 - ABC do Amor

30 de maio de 2014

Olá leitores, tudo bem? A resenha cinematográfica de hoje é sobre um dos melhores filmes que tive o prazer de assistir durante a infância. Vamos lá!

Ficha Completa do Filme: Aqui!



Título: Abc do Amor
Gênero: Comédia Romântica
Elenco: Josh Hutcherson, Charlie Ray, Bradley Whitford....
Distribuidora: Fox Filmes
Ano de Lançamento: 2005
Nacionalidade:  EUA
Direção: Mark Levin

Avaliação:

Elenco: 5/5
Trilha Sonora: 5/5
Obra Completa: 5/5 (Favorito)




Sinopse: Gabe Burton é um garoto de 10 anos, que cursa a 5ª série e mora com seus pais, Adam e Leslie, em Manhattan. Os pais de Gabe estão separados há um ano e meio, mas ainda moram juntos. Gabe é feliz se divertindo com seus amigos, seja jogando basquete na escola ou andando com sua pequena moto pela vizinhança, sem se interessar em momento algum por garotas. Porém a situação muda quando ele começa a ter aulas de caratê, onde passa a praticar com Rosemary Telesco, uma amiga de infância. Gabe se apaixona por Rosemary, mas não consegue entender os novos sentimentos que agora possui. Em meio às confusões que sente, ele descobre que Rosemary está prestes a partir para um acampamento de verão e que pode ser transferida para outra escola. É quando Gabe decide deixar a indecisão de lado e lutar para ficar próximo do seu primeiro amor.




Gabe tem 10 anos e vive uma rotina normal como a de qualquer outro garoto da sua idade. Um dia Gabe diz aos seus pais que deseja praticar 
caratê e eles, claro, concordam com o pedido do menino. Chegando a aula, Gabe percebe que seu coração acelerou e suas mãos começaram a soar, ele se apaixona a primeira vista, por ela: Rosemary. Gabe estudara com Rosemary no jardim-de-infância, mas ela saiu da escola e eles se desencontraram. Mas devido ao destino eles se reencontraram e agora Gabe poderá decidir o que realmente quer com essa bela garota.

Opinião:

Quem nunca se apaixonou na adolescência? Quando eu era mais novo era louco na garota que estudava comigo, nunca tive coragem de dizer a ela, mas um dia ela acabou descobrindo. Resultado? Acabou em romance, eu tinha apenas oito anos e fiquei extremamente feliz com tudo aquilo, por isso me identifico com ABC do Amor! Você tem uma história parecida? Conte-me nos comentários. 

Sou apaixonado por este filme desde que me conheço por gente, assim que ele saiu comecei a ficar paranoico e fiz meu pai comprar o DVD já no lançamento, por isso, decide escrever uma resenha sobre ele. ABC do Amor é o típico filme que narra o amor na infância, de uma maneira leve e extrovertida. 
Começando a se aproximar.
Geralmente filmes que possuem crianças no elenco são dotados de um cuidado maior do que em outras produções, pois nem sempre elas captam o que se deve passar ou então ficam desleixadas ao longo do filme, mas Josh Hutcherson e Charlie Ray tem o talento da atuação no sangue, por isso se garantem e dão conta do recado. As atuações dos dois são impecáveis, o telespectador fica encantado com aquelas crianças apaixonadas e o modo como aquilo é absorvido por elas, principalmente por Gabe, o protagonista.


O amor têm seus sintomas.
O filme possui um enredo simples, nada inovador, mas o que surpreende é o fato de que a obra gira em torno de dois pré-adolescentes, e posso garantir a você, ficou bem melhor do que o convencional. O telespectador irá se divertir com o nervosismo de Gabe e a descoberta da paixão por Rosemary, é algo muito divertido e, possivelmente, irá se identificar. 


Falo ou não falo com ela?
Algo que me encantou em ABC do Amor é que o diretor não se preocupou em retratar apenas o romance de dois pré-adolescentes, ele foi além, trabalhou a relação da mãe e do pai de Gabe enquanto casados, o que eu achei genial e mostrou ao público o quanto é difícil para uma criança à separação dos pais. Tenho certeza de que muitos casais separados refletiram em algumas cenas, que foram anexadas aqui propositalmente para isto.

Não irei me alongar mais nessa resenha, pois já falei tudo o que queria a respeito dessa magnífica obra. ABC do Amor faz mais do que divertir e encantar, ele mostra que crianças também podem amar e, é claro, desapontar-se. O primeiro amor é algo difícil, mas é uma nova descoberta. Recomendo com todas as forças esse filme. Assista!

Agora foi!
Confira o Trailer:

Resenha: Pequena Abelha - Chris Cleave

28 de maio de 2014

Olá leitores, tudo tranquilo? Finalmente li Pequena Abelha, desde o começo do ano passado esse livro estava na minha lista de desejados. Criei vergonha, comprei e li. Vamos conferir minha opinião!

Saiba mais sobre Chris Cleave: Aqui!




Título: Pequena Abelha
Título Original: Little Bee
Páginas: 272
Autor(a): Chris Cleave
Editora: Intrínseca
Gênero: Drama
Ano de Publicação: 2010

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação: 5/5
Obra Completa: 5/5 (Favorito) 



Abelhinha, como gosta de ser chamada, é uma nigeriana que acaba de sair de um centro de refugiados. Pequena Abelha não saiu por piedade e muito menos corretamente do refúgio. Ela ainda tem o seu nome na policia e se for pega irá ser deportada para o seu país de origem. Com medo, mas determinada, Abelhinha decidi ir pedir abrigo na casa de Sarah, uma mulher que conheceu na praia de seu país anos atrás. O que elas têm de tão especial? Não posso contar.

Sarah é redatora de uma revista de sucesso. Possui uma vida boa e estabilizada. Dinheiro não é problema! No seu caso, é solução. Mas será que só isso basta? Uma tragédia acontece na vida de Sarah, abalando à estrutura de tudo aquilo que ela mais gosta. Seu filho! Com a morte de seu marido, Sarah começa a perder o rumo da vida. Seu filho se caracteriza de Batman o tempo todo. Será um problema mental ou simplesmente um modo de fugir da realidade? Como lidar com tudo isso? Qual o motivo que Sarah tem para temer tanto a presença de Abelhinha em sua casa?

Opinião:

Ás vezes nós encontramos determinados tipos de obras, que nos fazem refletir sobre diversos aspectos da vida, mas o mais importante. Mudam-nos! Pequena Abelha conseguiu entrar em minha alma e mexer com o meu psicológico, mas é claro, de uma maneira incrivelmente boa. 

Ultimamente amadureci muito os meus gostos, tanto: literários, musicais, cinematográficos e outras mídias de informação e entretenimento. Busco cada vez mais obras que me passem alguma mensagem realmente importante e Pequena Abelha fez isso com êxito. Chris Cleave narra de uma maneira espetacular a história de duas mulheres completamente diferentes. De um lado Abelhinha, uma refugiada sem esperança, do outro lado Sarah, uma mulher bem sucedida, mas não necessariamente feliz. Fica nítida, a partir desse ponto, a intenção do autor em nos passar uma mensagem maior através desse conflito entre as protagonistas. É uma metáfora, cheia de artefatos enigmáticos.

"Não podemos escolher onde começar e onde parar. Nossas histórias é que são contadoras de nós."

Personagens bem construídos são cada vez mais difíceis de encontrar em obras contemporâneas, mas em Pequena Abelha os personagens são tão bem desenvolvidos, que o leitor se sente parte da família em pouco tempo de leitura. A familiarização com todos os personagens é quase imediata. Chris Cleave não quis só criar personagens memoráveis e excêntricos. Em suas atitudes, percebe-se facilmente a maneira com que ele enxerga a sociedade e o regime "falso moralista" do mundo atual.

"Não se pode enxergar além do dia porque vocês levaram o amanhã. E porque vocês têm o amanhã diante do seus olhos, não enxergam o que está sendo feito hoje."

O enredo de Pequena Abelha não é extraordinário ou inovador, mas esconde algo muito profundo por trás de tudo. Desde o começo do livro, o leitor fica ciente de que Abelhinha esconde um grande segredo, mas só se descobre que segredo é esse, quase no final do livro. Fiquei meio decepcionado, pois esperava que algo mais arrebatador me tivesse sido apresentado, mas te aconselho a esperar, pois Chris Cleave não faz nada "legalzinho", ele realmente projeta a palavra INCRÍVEL em seu livro.

Acredita que meu personagem preferido não é nem Abelhinha, nem Sarah? Pois é! Sou fã do Batman a partir de hoje. O filho de Sarah tem uma incrível obsessão pelo Batman e, aparentemente, isso é algo criado pelo autor para divertir o leitor, mas como eu disse, Chris Cleave surpreende e mostra que nada é por acaso. Interpretei o menino que nunca quer tirar a máscara de Batman, como a caracterização do medo e da falsa proteção que somos submetidos na sociedade em que vivemos e ainda pode representar uma crítica totalmente oculta ao abuso infantil. Acreditem, as palavras desse autor são complexas.

"Temos de ver todas as cicatrizes como algo belo. Combinado? Este vai ser o nosso segredo. Porque, acredite em mim, uma cicatriz não se forma num morto. Uma cicatriz significa: "Eu sobrevivi".


A edição da Intrínseca não poderia estar melhor. A capa é incrível e está recheada de depoimentos de núcleos da mídia famosos e também de alguns autores, o que aguça ainda mais a curiosidade de qualquer leitor. Como sempre, a diagramação está impecável: fonte boa e nenhum erro ortográfico. Folhas amareladas fazem parte dessa obra e uma nota muito interessante do autor foi inserida no livro. Parabéns Intrínseca! 

Irei encerrar está resenha aqui, pois acredito que já falei tudo aquilo que gostaria a respeito do livro. Pequena Abelha é de longe uma das melhores obras já lidas por mim. Posso classificá-lo com diversos adjetivos, como: Sensível, Simples, Impactante, Humorado, Inteligente, Sarcástico e outros mais... LEIA! Você fará um favor a sua mente.

Promoção - 2 Anos de Sir James Matthew + Nicholas Sparks

25 de maio de 2014

Olá leitores, como vão? Esse mês o blog está recheado de promoções e nada melhor do que mais uma para presentear novamente vocês. O blog Sir James Matthew está fazendo aniversário de 2 anos, mas quem ganha o presente é você! Participe da promoção e tenha a chance de levar todos os livros do mestre do romance para sua casa. Boa Sorte!

Mais um MEGA sorteio de aniversário! Dessa vez um sortudo, ou sortuda irá levar para casa TODOS os livros do Sparks. Muito legal, não é? E para participar está muito fácil, basta curtir as páginas dos blogs participantes e torcer bastante. Claro que temos alguns pontos extras no formulário e que podem te ajudar a ganhar! Um super obrigada aos blogs participantes e aos leitores. Obrigada por 2 anos maravilhosos.

Blogs Participantes

Sir James Matthew - A Escolha
La Vie Est Ailleurs - O Milagre
Livros e Chocolate Quente - O Melhor de Mim
O Maravilhoso Mundo da Leitura - Diário de uma Paixão
Livros Românticos - O Casamento
Eu Insisto! - Um Amor para Recordar
Giro Letra -  Um Porto Seguro
Por Uma Boa Leitura - À Primeira Vista
Meu Passatempo e blábláblá - A Última Música
Asas Literárias - Uma Longa Jornada
Um Livro e Nada Mais - Um Homem de Sorte
Coração de Tinta - O Guardião
Artesanatos, Livros e Outras Coisas - Uma Curva na Estrada
De Livro em Livro - Uma Carta de Amor
Eu Vivo Lendo - Noites de Tormenta
Regras

- Deixar um comentário com seu nome e e-mail para contato;
- Curtir as páginas dos blogs participantes;
- Residir no Brasil;
- Cada blog terá o prazo de 40 dias para o envio do prêmio;
- O ganhador será informado por e-mail e terá um prazo de 3 dias corridos para responder com seus dados, caso contrário, será feito um novo sorteio. 
- Não nos responsabilizamos por danos ou extravios durante o transporte/entrega. 
- Caso o livro volte por algum erro nos dados passados ou impossibilidade no ato da entrega, não será feito novo envio e o ganhador perderá o direito ao prêmio.

Boa sorte!

a Rafflecopter giveaway

Tag: Chatice Literária

23 de maio de 2014

Olá leitores, tudo bem? Hoje é dia de tag e nada melhor do que umas perguntas salgada para "apimentar" as coisas. Vamos lá!

Leia as resenhas dos livros abaixo:  Anna e o Beijo Francês, O Menino do Pijama Listrado, Trono de Vidro e Questões do Coração.

Tag criada pelo blog: Pausa para um café.


Perguntas Da Tag:

1. Livro que você achou que seria legal, mas foi um saco.
2. Livro que todos dizem que é fantástico e você nhé.
3. Livro que tinha tudo pra ser bom, mas é chato.
4. Livro com o personagem principal intragável.
5. Livro com o fim terrível.
6. Universo que você nunca gostaria de "morar".
7. Livro que você tem na estante, mas tem medo de ler por parecer chato.
8. Livro que tinha tudo para ser chato e foi ''mó'' legal.

Respostas:

1: Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins.




Não tenho palavras para descrever o quanto esse livro foi maçante. Todos falam muito bem de "Anna e o Beijo Francês", mas não consegui gostar desse livro. Ele foi minha primeira leitura de 2013 e fiquei com muita raiva por isso, pois gostaria de ter começado com o pé direito! É a vida...







2: A Culpa é das Estrelas - John Green.




Sei que vai chover pedras aqui do outro lado da tela, mas não gostei de "A Culpa é das Estrelas". O livro é clichê, monótono e como se diz minha mãe "enche linguiça"... Não tenho mais nada para falar sobre ele, simplesmente não curti.







3:Por Isso a Gente Acabou - Daniel Handler.




A leitura desse livro foi muito difícil. Lembro-me que paguei caro em "Por Isso a Gente Acabou" e me senti engano com toda a propaganda que a editora fez do livro. A história é confusa, clichê e não vai para lugar nenhum. O que salva é a edição, mas apenas isto!







4: Cidade dos Ossos - Cassandra Clare.



Minha relação com a Clary é difícil. No começo eu até que gostava dela, mas depois ela se tornou uma pessoa impossível de se lidar. Coloquei a foto de "Cidade dos Ossos" para ilustrar a série, mas ela está insuportável mesmo é em "Cidade das Cinzas". Por mim ela tinha que morrer.







5: O Menino do Pijama Listrado - John Boyne.




O final desse livro me causou depressão! "O Menino do Pijama Listrado" é uma obra incrível e não se encaixa no adjetivo chato, mas seu final sim. Eu entendo que John Boyne quis causar um impacto em seu leitor e fazê-lo refletir sobre o Holocausto, mas precisava mesmo fazer aquilo? Tenho mágoa desse autor até hoje.






6: Trono de Vidro - Sarah J.Mass.




Trono de Vidro possui um universo diferente, mas ditador e cruel. Nunca gostei da temática de reinos e etc. E não gostaria de participar de um jogo tão estilo "Jogos Vorazes" como a Celaena participou. 








7: Poseidon - Anna Banks.




Poseidon é bastante elogiado lá fora e também aqui no Brasil pelos blogueiros literários, mas estou com o pé atrás em relação à história desse livro. Espero gostar. Alguém aí já leu?








8: Questões do Coração - Emily Giffin.




Questões do Coração foi um dos primeiros livros que eu li oficialmente e sinceramente... Adorei! Emily Giffin tem uma escrita sensacional e fez com que uma história que tinha tudo para ser clichê fosse inovadora e diferente. Recomendo!







Não irei indicar ninguém, quem quiser fazer sinta-se à vontade.

Music Life #3: We Are One, Team e Magic.

21 de maio de 2014

Olá pessoal, como vão? Hoje é Quarta e para comemorar que Sexta-Feira está chegando, irei falar de músicas com vocês. Vamos lá!

Saiba mais sobre os intérpretes dessas músicas: Pitbull, Jennifer Lopez, Cláudia Leitte, Lorde e ColdPlay.


1: We Are One - Pitbull feat. Jennifer Lopez e Cláudia Leitte


We Are One foi declarada como música oficial da Copa recentemente e muita gente ficou na expectativa, mas a música acabou decepcionando. Apesar de ter uma batida contagiante o desenvolvimento da mesma deixa a desejar. Pitbull não é um mau cantor, mas o seu ritmo e, até mesmo seu jeito, atrapalharam a música. Escute e tire suas próprias conclusões.

2: Team - Lorde



Quem não conhece a Lorde? Ultimamente ela vem se destacando no meio musical como ninguém e suas canções: Royals e Team estão na boca do povo. Lorde tem apenas 17 anos, mas possui uma voz e desenvoltura extremamente madura. Team é uma música forte sentimentalmente e carrega várias simbologias explícitas em seus versos viciantes. Escute!

3: Magic - ColdPlay



E uma das melhores bandas do mundo (em minha opinião) lançou recentemente um novo single, intitulado: "Magic". Se gostei? Mais ou Menos. Fiquei com saudades do ColdPlay antigo. Sabe aquela música que você escuta uma vez e pronto? Ela não é aquele tipo de música que te faz viciar, mas te coloca para pensar um pouco. Não passa nem perto de composições como: Fix You, Paradise ou Viva la Vida. Caso queira, escute.

Gostou do quadro? Sugira uma música para ser analisada no próximo post. 

Vivendo e Atualizando #13

19 de maio de 2014

Olá leitores, tudo bem? Depois de um tempo sem postar essa coluna tão amada por todos eu voltei e dessa vez com várias novidades. Let's Go!
Editora Intrínseca divulga a capa de Sangue do Olimpo. Billboard Music Awards 2014 é uma reunião de ícones da música. Godzilla chega aos cinemas brasileiros.

Livros:

1 - Capa de "Sangue do Olimpo" é divulgada.



A Editora Intrínseca divulgou ontem em seu Facebook a capa de "The Blood of Olympus" ou "Sangue do Olimpo". Alguns fãs não gostaram da capa, já outros disseram que não poderia haver capa melhor. O novo livro de Rick Riordan chega ao Brasil em Outubro. Ansiosos?

2 - Editora Novo Conceito fará mudanças na série 'Estilhaça-Me".


Exato! Como sempre a Novo Conceito vem atendendo pedido de seus leitores. A editora disse que será feita a reimpressão das capas da série, todas iguais às capas dos EUA. Além disso, será disponibilizado um espaço no site para os leitores encomendarem, caso queiram, as jackets originais dos livros.



3 - É lançado novo livro de Paula Pimenta.



Paula Pimenta é um dos maiores nomes da literatura nacional dos últimos anos e, devido a todo o seu sucesso, Paula já irá lançar outro livro. "Princesa Adormecida" será uma releitura do famoso conto "Bela Adormecida" e promete agradar o público.








Música:

1 - Lyric vídeo da música "Really Don't Care" de Demi Lovato foi lançado.



Todos já sabem que Demi Lovato veio ao Brasil, certo? Mas muitos não sabem que sua nova música "Really Don't Care" teve um lyric vídeo composto exclusivamente por fãs brasileiros. Exato! A cantora colocou seus fãs para cantarem a letra de sua música e lançou toda essa brincadeira no Youtube. Veja aqui!







2 - Billboard Awards 2014 premiou diversos talentos na noite de Domingo.




Ontem, dia 18/05, aconteceu uma das maiores premiações do mundo da música. A Billboard 2014 premiou diversos cantores na noite de ontem. Destaque para: Justin Timberlake, Imagine Dragons, Lorde, Robin Thicke e Katy Perry, que levaram os prêmios mais importantes da noite. Tivemos também algumas apresentações e uma delas foi de uma brasileira. Exato! Cláudia Leitte estava lá para cantar a música "We Are One", single oficial da Copa do Mundo Fifa 2014. Confira a lista de vencedores!




Cinema: 

1 - "Godzilla" chega aos cinemas brasileiros e estréia em #1 lugar!



Isso mesmo! A readaptação de um dos maiores clássicos universais estreou em #1 lugar no Brasil. Godzilla conseguiu animar os brasileiros devido a um trailer rápido, porém, emocionante! Você já assistiu? Se sim, gostou? Veja o trailer aqui!








2 - Data de estréia de "Animais Fantásticos e Onde Habitam" é divulgada.



Uma ótima notícia para os fãs de Harry Potter (eu). A Warner divulgou a data de estreia de "Animais Fantásticos e Onde Habitam" nos cinemas. Infelizmente, o filme vai demorar ser lançado. Ele só chega aos cinemas em 16 de Novembro de 2016... Aguenta coração!

Pipoca de Sexta #35 - Os Miseráveis

16 de maio de 2014

Olá pessoal, como vão? É a primeira vez que irie fazer a resenha de um filme em formato musical aqui no blog, então me perdoem qualquer erro, ok? Vamos lá!

Confira a ficha completa do filme: Aqui!



Título: Os Miseráveis
Elenco: Hugh Jackman, Russell Crowe, Anne Hathaway...
Distribuidora: Paramount Pictures
Ano de Lançamento: 2012
Nacionalidade: Reino Unido
Direção: Tom Hooper

Avaliação:

Elenco: 5/5
Trilha Sonora: 5/5
Obra Completa: 4,5/5




Sinopse: A história se passa em plena Revolução Francesa do século XIX. Jean Valjean rouba um pão para alimentar a irmã mais nova e acaba sendo preso por isso. Solto tempos depois, ele tentará recomeçar sua vida e se redimir. Ao mesmo tempo em que tenta fugir da perseguição do inspetor Javert.


Jean Valjean foi condenado a uma grande sentença, pois roubou um pão para saciar sua fome, mas anos depois ele está livre. Javert é o guarda da geral da época e estava no pé de Valjean, mas quem disse que com sua liberdade ele estaria livre da marcação insaciável de Javert?  Do lado de fora à injustiça aplicada a ele começa a fazer efeito, seu coração endurece e a maldade começa a aflorar em Valjean.

Na rua e desemparado Jean Valjean se depara com o bispo, Monsenhor Bienvenu e com a sua bondade. Ele recebe comida e o bispo dá a oportunidade de Valjean se abrigar em seu teto, mas o ex-prisioneiro acaba não resistindo e rouba as pratarias da igreja do bispo. Ele é pego e ao ser levado de volta ao bispo pelos guardas o desespero inunda seu coração. Serei preso novamente? Pergunta-se Valjean. A bondade incessante do bispo surpreende Jean Valjean mais uma vez, ele diz aos guardas que a prataria foi um presente dado a ele e não que ele roubará os artefatos. Não precisava de mais nada. Valjean estava curado e agora seu lado bom começará a aflorar.

Opinião:

Na época do lançamento de Os Miseráveis pouca coisa chamou minha atenção. Nunca gostei de musicais e, por isso, imaginava que odiaria a adaptação da obra de Vitor Hugo, mas enganei-me!

Os Miseráveis é aberto pela canção "Look Down" na voz e interpretação genial do brilhante Hugh Jackman e do veterano Russell Crowe. Não poderia existir começo melhor. Os atores encarnam os seus personagens de uma maneira assustadoramente divina e passam ao telespectador verdade, emoção e conhecimento. O público consegue perceber o que aconteceu na vida de Jean Valjean (Hugh Jackman) já na cena introdutória e, logo após, o filme é direcionado a outro núcleo, mas sem deixar o telespectador confuso.

Aproveitando minha introdução logo acima irei ressaltar um dos pontos mais positivos do filme. Os atores! Os Miseráveis possui um elenco de dar inveja a qualquer diretor de Hollywood e todos os atores se encaixam perfeitamente em seus personagens, de vez em quando o telespectador viaja e esquece que está assistindo a um filme, e não a uma gravação da vida real. Mas outras coisas não poderiam ser esperadas de um elenco composto por: Anne Hathaway, Hugh Jackman, Russell Crowe, Helena Bonham Carter, Amanda Seyfried. Atores/Atrizes como esses não deixam a desejar.


O ex-"vagabundo" ajuda a ex-"santa".

É mais do que óbvio, que um dos objetivos principais de um musical cinematográfico, para qual com o público é contar a história liricamente e colocar quem está assistindo por dentro dos acontecimentos e da narrativa da obra. Daí você me pergunta. Os Miseráveis conseguiu fazer isso? Sem dúvida! O telespectador consegue acompanhar todos os acontecimentos sem se perder e não encontra cenas muito complexas ou não coesivas. Somos inseridos ao filme levemente e sem uso de uma concentração que chega a ser incômoda. Aqui tudo é natural.

Colocar humor em um filme dramático é uma virtude e talento que poucos diretores conseguem trabalhar em uma produção Hollywoodiana, mas Hooper (diretor) faz isso esplendidamente bem. Alguns personagens são encarregados de complementar e desenvolver a história, mas não estão ali só para isto. Alguns cantam e interpretam letras memoráveis e de um humor negro metafórico irônico. Helena Bonham Carter é um exemplo disso, o personagem encenado por ela possui uma carga humorística muito grande e a atriz passa-a ao público facilmente. 



Os "pais" adotivos de uma menina desemparada.

Os Miseráveis se passa em um cenário desolador, de fome e escória humana. Algo que ajudou essa adaptação a atingir um nível incrível em termos de crítica foi, sem dúvida alguma, o cenário, aliado ao figurino. Tudo é muito verossímil, grandes cenários são acoplados as atuações dos atores e o seu figurino muitas vezes exagerado, acaba servindo de auxiliador para uma atuação mais esplendorosa.

Jean Valjean, após sair da prisão.
O único defeito desse filme, notado por um crítico amador, que no caso sou eu, foi o romance de Cosette. Depois de algum tempo o público começa a se cansar de todo aquele amor fervoroso e dilacerante cantado pelos personagens. Creio que o telespectador já começa a torcer por uma simples pegação ou um beijo que cesse tudo ali. Mas sabemos que se tratando de obras históricas, nada funciona assim.

O "Romeu e Julieta" de Vitor Hugo.
Por fim, quero dizer algo muito importante. Nunca li Os Miseráveis, coisa que quero concertar ainda este ano. Por isso, não posso dizer a vocês se essa adaptação está fiel ao livro ou muito utópica ao mesmo, mas por comparação de alguns amigos que leram o livro e assistiu o filme, a obra está boa. Não conseguiria, nem se esta resenha se prolongasse por mais cinco, seis, setes parágrafos, retratar e contar todo o contexto social e religioso dos personagens. Encerro a resenha aqui, com um pedido caso em ordem imperativa: ASSISTAM!

Tag: Disney

14 de maio de 2014

Olá leitores, como vão? Hoje é dia de tag e dessa vez o blog não foi indicado, mas eu resolvi roubar indicações por aí (mentira). Irei responder a tag Disney, que está ficando cada vez mais popular na blogosfera. Vamos lá!

Trailers Dos Filme Citados: Toy Story 2, Nem Que a Vaca Tussa, Os Incríveis, Procurando Nemo e Ratatouille.


  1. Qual é o seu filme favorito da Disney?
  2. Quem é o seu herói/protagonista favorito e porquê?
  3. Quem é o seu vilão favorito e porquê?
  4. Um filme da Disney que merecia mais destaque?
  5. Uma cena de qualquer filme da Disney que você gostaria de experimentar.
  6. Qual é a sua música favorita da Disney?
  7. Que tipo de filme você prefere, animação 2D ou 3D?
  8. Qual foi o seu primeiro filme da Disney?
  9. Qual é a sua frase ou citação favorita da Disney?
  10. Algum filme da Disney já assustou você quando criança?
Respostas:

1 - Toy Story 2.



Toy Story 2 passa longe de ser o melhor filme da Disney, mas com ele passei boa parte da minha infância. Meu pai e minha mãe trabalhavam muito e, consequentemente, eu passava bastante tempo só, por isso desenvolvi uma paixão por animações e a mais especial delas foi toda a franquia Toy Story, em especial o filme de número 2.







2 - Lilo (Franquia Lilo e Stitch).



Quem não ama essa baixinha, não é mesmo? Lilo conquistou meu coração desde criança. Posso até dizer que ela foi a minha primeira paixão de criança. Exatamente, fui apaixonado por uma personagem da Disney. Lilo é sensível, pura e carrega a essência da criança consigo. Amo demais!







3 - Cruella De vil



Cruella é a minha vilã favorita, o motivo? Não consigo odiá-la! Determinados vilões, principalmente os vilões da Disney, são criados para um único propósito, causar medo, desenvolver a história e, é claro, anexar uma marca ao filme. Cruella faz mais do que isso, ela consegue tomar a atenção toda pra ela e, ao mesmo tempo, fazer com que o telespectador (pelo menos eu) goste dela. Parabéns vossa malvadeza.





4 - Nem Que a Vaca Tussa



Fico muito triste em saber que poucas pessoas conhecem ou já tiveram contato com essa animação. Para mim, Nem Que a Vaca Tussa é um dos melhores filmes da Disney. Narrado de maneira leve, o telespectador é amarrado à trama do início ao fim e as vacas desempenham o brilhante papel de fazer uma fábula fora dos padrões. Merecia todo o destaque do mundo!







5 - Os Incríveis - Luta com a aranha robô.


Sempre fui vidrado em super-heróis, não é atoa que sou fã de alguns heróis da Marvel. Os Incríveis desabrochou minha paixão por essas figuras fictícias. Essa cena é incrível, a Disney conseguiu intercalar: Ação, Humor e Mistério a ela e ficou muito gostoso de acompanhar. Queria estar lá!


6 - "Life Is Highway" (Carros).



Essa música abre o primeiro filme da franquia "Carros" e é minha música preferida da Disney, pois é cantada por uma banda e não por algum dublador. A banda que canta essa música se chama "Rascal Flatts". Recomendo muito essa música. Escute aqui!





7 - Tanto faz.



Pra mim tanto faz. A animação 2D fez parte da minha infância, mas a animação 3D faz parte da minha vida atual, então... Qualquer uma está de bom tamanho, no entanto, que sejam aplicadas em algo de qualidade.








8 - Procurando Nemo.



Todos devem estar pensando. Cadê Rei Leão? Fui assistir Rei Leão só em 2012, acredita? Procurando Nemo foi o meu primeiro contato com a Disney, que eu me lembre. Na época fiquei encantado com os personagens e tive um medo sombrio do "vilão" o tubarão Bruce. "Oi Bruce!".




9 - "Hakuna Matata".



Acredito que todos conheçam a famosa expressão "Hakuna Matata" a Disney conseguiu, além de criar um bordão que ultrapassou e ultrapassam décadas, me fazer enlouquecer minha mãe. Na época que essa frase estava na moda eu a repetia o tempo inteiro e minha mãe sofreu muito. Coitada!



10 - Ratatouille.



Todos acham estranho quando digo que me assustei com Ratatouille, mas não estranhe. Quando o filme lançou, meu pai me presenteou com o DVD e todas as vezes que eu assistia-o ficava com pesadelos. Os ratos foram à causa de tudo isso. Odeio ratos! Tive pesadelos horrendos por culpa dessa animação, mas gosto muito de seu enredo. Caso queiram saber.







Foi isso pessoal, espero que tenham gostado. Até a próxima!

Promoção de Aniversário: 1 Ano de Vícios em Três

12 de maio de 2014

Olá leitores, como vão? Hoje o blog parceiro e amigo do Eu Vivo Lendo faz um ano. O blog Vícios em Três está fazendo aniversário e para comemorar essa data especial à criadora do blog, junto com vários blogs amigos tiveram a ideia de fazer um sorteio especial para vocês. Participem e boa sorte!

Livros Sorteados: Geek Love, O Teste, Todo Dia, Paixão Sem Limites, O Menino do Pijama Listrado, Danna, Esposa 22, A Profecia das Irmãs, Meu amor, Meu Bem, Meu Querido e O Reino.


Em parceria com editoras parceiras e blogs amigos, o Vícios em Três preparou uma super promoção com vários livros e mimos para comemorar o aniversário de um ano do blog. Para participar basta escolher que kit gostaria de ganhar, preencher o formulário e seguir as regras corretamente. Boa sorte a todos!
KIT 1
  •  Geek Love – O Manual do amor Nerd (Eric Smith) * Editora Gente
  •  O Teste (Joelle Charbonneau) * Editora Única
  •  Kit Editora Charme: Marcadores + Bolsinha da Editora


a Rafflecopter giveaway

KIT 2




a Rafflecopter giveaway

KIT 3



a Rafflecopter giveaway

KIT 4




a Rafflecopter giveaway

KIT 5


a Rafflecopter giveaway

KIT 6



a Rafflecopter giveaway

REGRAS GERAIS:


1. Promoção válida de 12/05 a 12/06.
2. A mesma pessoa pode concorrer a todos os kits, mas só ganhará uma única vez.
3. Para participar é necessário ter endereço de entrega no Brasil.
4. Os resultados serão divulgados nesse mesmo post, em até 10 dias após o término da promoção. 
5. Cada blog terá até 45 dias, após o recebimento dos dados do ganhador, para fazer o envio dos prêmios.
6. Cada ganhador receberá um e-mail, e deverá responder enviando seus dados em até 72 horas. Caso não haja resposta do ganhador, um novo sorteio será feito.
7. É necessário preencher corretamente os formulários e seguir as regras obrigatórias, após cumprir as obrigatórias, regras extras aparecerão. O vencedor que não cumprir corretamente as obrigatórias será desclassificado sem aviso prévio.
8. A entrada "Compartilhar no Facebook" pode ser feita uma vez por dia, todos os dias até o término da promoção, e é necessário compartilhar a imagem no mesmo dia em que preencher o formulário. 
9. Cada blog será responsável pelo envio do prêmio que se comprometeu a ceder. Nem o Vícios em Três, nem os demais blogs, se responsabilizam por prêmios que não estão comprometidos.
10. Os livros O Teste e Geek Love, e o Kit da Editora Charme serão enviados pelas editoras.
11. Nenhum dos blogs é responsável por extravios dos Correios, e se houver retorno do livro devido ao ganhador ter enviado dados incorretos, o segundo frete é por conta do ganhador.
12. É proibido participar com perfis fakes ou perfis feitos exclusivamente para promoções.















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN