Resenha: Cadê Você, Bernadette? - Maria Semple

Olá pessoal, tudo bem? Hoje vou iniciar a semana com a resenha de um livro que, infelizmente, me decepcionou muito. Eu esperava maravilhas do livro e nenhuma delas fez jus as minhas expectativas. Confira a resenha:

                                                   "Um romance divino, hilário."
                                                           The Boston Globe
    

Título: Cadê Você Bernadette?
Título Original: Where'd You Go, Bernadette: A Novel
Páginas: 376
Autor(a): Maria Semple
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Chick-Lit
Ano de Publicação: 2012

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação: 4/5
Obra Completa: 2,5/5






Sinopse: 

Bernadette Fox é notável. Aos olhos de seu marido, guru tecnológico da Microsoft e rock star do mundo nerd, ela se torna mais maníaca a cada dia; para as demais mães da Galer Street, escola liberal frequentada pela elite de Seattle, ela só causa desgosto; os especialistas em design ainda a consideram uma gênia da arquitetura sustentável, e Bee, sua filha de quinze anos, acha que tem a melhor mãe do mundo. 

Até que Bernadette desaparece do mapa. Tudo começa quando Bee mostra seu boletim (impecável) e reivindica a prometida recompensa: uma viagem de família à Antártida. Mas Bernadette tem tal ojeriza a Seattle - e às pessoas em geral - que evita ao máximo sair de casa, e contratou uma assistente virtual na Índia para realizar suas tarefas mais básicas. Uma viagem ao extremo sul do planeta é uma perspectiva um tanto problemática. 
Para encontrar sua mãe, Bee compila e-mails, documentos oficiais e correspondências secretas, buscando entender quem é essa mulher que ela acreditava conhecer tão bem e o motivo de seu desaparecimento. Maria Semple revela, em seu segundo romance, a influência de grandes escritores contemporâneos como Jonathan Franzen e Jeffrey Eugenides, ao mesmo tempo, que se afirma como uma voz original, marcada pelo melhor humor das séries de TV norte-americanas. Sem sentimentalismos, mas com muita empatia, Cadê você, Bernadette? Trata do amor incondicional de uma filha por sua mãe imperfeita.


Resumo:

Bernadette Fox é uma mulher conhecida e extremamente maluca. Além de ser adorada por suas obras excêntricas de arquitetura ela também é odiada por sua loucura. Sim, ela é maluca! Seu marido começa a pegar antipatia por ela e as mães da escola elite da cidade a martirizam. Por quê? Sua filha Bee estuda lá. Bee adora a mãe e repete sem pestanejar. "Melhor mãe do mundo". Será?

Um belo dia, depois de alguns acontecimentos, Bernadette some do mapa. Ninguém sabe para onde ela foi e o desespero domina a todos (que gostam dela, ou seja, Bee). Depois de um tempo as coisas vão se tornando mais claras e alguns atos de Bernadette são colocados à mostra.

Assistente indiana, emails misteriosos e ingressos para viagens em transatlânticos. E acredite isso não é nem o começo. Será que Bee encontrará a mãe? E como ela estará depois de tudo isso?

Opinião:

Sabe quando você está disposto a doar sua alma por um livro? Meu desejo por Cadê Você, Bernadette? Estava chegando a esse nível. Infelizmente, não precisava disso tudo. Pois é... Não curti o livro!

Maria Semple foi original, isso eu não nego. Porém, todavia, entretanto; ela não soube trabalhar com sua "genialidade". Bernadette é uma mulher que salta dos olhos. Ela é maluca e totalmente diferente de qualquer pessoa que você possa conhecer e por mais estranho que isso possa ser, ela é incrível. Se a autora tivesse trabalhado melhor com essa personagem, tudo se resolveria. 

"Eis uma verdade sobre mamãe: ela lida muito mal com pequenos incômodos, mas é uma boa diante de uma crise. Se um garçom não traz sua água depois que ela já pediu três vezes, ou quando ela esquece seus óculos escuros num dia de sol,sai de baixo!"

Comentei com todos os meus amigos, que minha maior decepção com esse livro foi que eu esperei demais por um acontecimento e ele acabou não acontecendo na hora certa e da maneira correta. Sabe quando a Bernadette some de vez? Perto da página 300. Sabem quantas páginas o livro tem? 376... Pois é, reflita!

A história do livro é fraca. Na minha concepção, vejo que não adianta construir personagens fantásticos e desenvolver um enredo fraco. Concordam comigo? Na maior parte do livro o leitor é obrigado a ler coisas sem sentido e desconexas. Artigos de arquitetura e palestras sobre meio ambiente são algumas delas. 

"Talvez religião seja isso, jogar-se de um precipício acreditando que alguma coisa maior vai tomar conta de você e carregá-la até o lugar certo."

Algo bastante interessante no livro, que eu curti um pouco, foi o modo como à autora moldou à narrativa. Cadê Você, Bernadette? Não é linear. Ele vai e volta. A maioria dos capítulos possui caráter epistolar e, os que não são dessa maneira, são compostos por depoimentos e emails dos familiares e pessoas perto de Bernadette. No final, tudo se encaixa. Ok. É bem legal!

Percebi que a autora é bastante inteligente. Ela conseguiu construir diálogos, que apesar de serem monótonos, são bem elaborados. O livro possui quotes perfeitos, senão me engano, marquei mais de 13. Concedi 0,5 estrela para o livro por causa disso.

O que dizer sobre essa edição maravilhosa? Nem preciso elogiar a capa, porque todo ser humano que conheço adora a arte composta na capa. Realmente, é espetacular! O que me incomodou um pouco foi à diagramação. A fonte da letra é bem pequena e isso causa um pouco de incômodo, pois as letras ficam muito próximas. Talvez, possa ter sido apenas algo pessoal. Por isso, relevem.

"Se estivermos vivendo numa selva cheia de flores perfumadas, precisamos parar de ficar tão impactados pelo cheiro maravilhoso, senão não seremos capazes de sentir o cheiro de um predador."

Cadê Você, Bernadette? É um livro enrolado, bagunçado, monótono e com personagens incríveis. Tinha tudo para ser no mínimo engraçado, mas infelizmente não foi. O maior mérito da autora foi construir uma personagem tão rica como a Bernadette? O pior mérito? Seu enredo parado e sem graça. Não recomendo o livro.

Até à próxima!

12 comentários:

  1. Odeio quando isso acontece!
    Não se preocupe, outros melhores virão
    E olhe que eu tava louca para ler =/
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  2. É horrível quando temos uma expectativa enorme e o livro nos decepciona. Acho que eu também não ia curtir muito o livro, pelo menos foi o que me pareceu com a sua resenha. Isso dela sumir quase no final do livro é realmente decepcionante :(

    Beijos
    Aquela Borralheira

    ResponderExcluir
  3. Oi...
    Não acredito que você não gostou do livro! Aiii, eu sou louca para lê-lo! Bom saber que ele pode vir a me decepcionar!
    Beijinhos ;**
    Leitora Online

    Instagram | Twitter | Facebook

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    É super chato quando a gente cria uma expectativa e o livro desaponta a gente! Concordo totalmente. Não adianta criar ótimos personagens, mas ter um enredo fraco.
    Eu era curiosa sobre esse livro, cheguei a ler os primeiros capítulos por aqueles folhetos que a editora dá, mas desanimei um pouco agora.

    Beijos, Fer.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Uau :( E eu pensando que esse livro era maravilhoso... estava com muita vontade de ler mas sua resenha me desmotivou. Bem, gosto é gosto, né? Quem sabe um dia eu compre e tire minha própria conclusão :) Beijos!
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Que pena que você não curtiu o livro. A sua é a primeira resenha que leio desse livro que se decepcionou com ele. Ele está na minha lista de desejados mas agora não sei se ainda quero ler ele com a mesma vontade que estava antes.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. MORRO de vontade de ler esse livro, mas ainda não tive oportunidade. Ele parece ser bem diferente e interessante, o tipo de leitura que preciso.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Não julgue o livro pela capa, às vezes este ditado popular faz sentido, mas o pior é que ainda julgamos. Pela capa, eu diria que este é um ótimo livro,a sinopse também chama um pouco a atenção dos leitores. Pena que não curtiu muito o livro :\
    Abraço, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela resenha Gabriel! Puxa, foi uma pena que não tenha gostado do livro. Já li Cadê Você, Bernadette? e curti bastante. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabriel tudo bem, apesar dos pontos que vc destacou na resenha sobre o não desenvolvimento da personagem Bernadette, fiquei curiosa para saber onde ela se meteu, e nossa uma pessoa assim deve dar nos nervos né!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  11. oi AMIGO, tbm achei o livro meio fraco, mas tua resenha , como sempre me fez ficar com vontade se ler "cadê vc Bernadette ? pois fiquei mto curiosa p/ saber p/ onde ela foi e os emails misteriosos q aparecem, PARABÉNS , CADA DIA VC SE SUPERA NAS RESENHAS, BJOS , THAU, esperando outras.

    ResponderExcluir
  12. Oi Gabriel,
    realmente é horrível quando você cria muitas expectativas e elas acabam em decepção. Já aconteceu muito comigo. Me empolguei com um livro e quando fui ler fiquei tipo "é isso mesmo?".
    Pretendo ler esse livro, mas agora fiquei um pouco na dúvida...

    Beijos,
    http://meumundoemletras-gyh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)

Eu vivo lendo. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design