Resenha: Sangue Quente - Isaac Marion

27 de outubro de 2014

Iai pessoal, tranquilo? Hoje é dia de resenha e em meio há tantos livros legais eu decidi resenhar Sangue Quente, pois li recentemente e, além disso, gostei bastante. Vem comigo!

"Nunca pensei que poderia gostar tão apaixonadamente de um zumbi. Fiquei pensando na história muito tempo depois de acabar de ler o livro."


                                         Stephenie Meyer, autora da série Crepúsculo




Título: Sangue Quente
Título Original: Warm Bodies
Páginas:
Autor(a): Isaac Marion
Editora: Leya
Gênero: Romance
Ano de Publicação: 2011

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação: 5/5
Obra Completa: 4/5


Compre: Aqui!



Sinopse: R é um jovem vivendo uma crise existencial - ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a "vida" de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa.

Resumo:

R não é um jovem comum - ele é um zumbi e como qualquer zumbi come carne humana e anda desajeitadamente. Mas uma coisa difere R de todos os outros zumbis. Ele quer mudar!

Um belo dia R e seu grupo atacam algumas pessoas e ao ingerir o cérebro de uma delas o zumbi enxerga tudo pelo o que ela já passou. Mas algo diferente acontece, ele vê a jovem mais linda que já teve o prazer de presenciar. Fica atônito com aquilo e, ao se atentar a situação, percebe que ela está acuada no canto do local implorando por ajuda.


R, obviamente, salva Julie dos zumbis e a leva para o local onde vive. Mas será que a relação humana e zumbi dará certo? Ele vai conseguir não comê-la? 

Opinião:

Nunca tinha lido um livro com a temática totalmente centralizada em zumbis e, por isso, estava bastante receoso com Sangue Quente. Sorte minha que o livro foi uma grande e boa surpresa.

Isaac me surpreendeu bastante com R. No começo, tinha certeza de que o zumbi seria um personagem antipático e desinteressante, mas ao longo da narrativa percebi que estava redondamente enganado. Além de interessante o personagem apresenta diversas características fantásticas e é, sem dúvida, o ponto mais forte do livro. Gabriel, e a Julie? Curti ela não...

 "Quando o mundo inteiro é construído com horror e morte, quando a existência é um estado constante de pânico, é difícil ficar preocupado com uma coisa só. Os medos específicos se tornaram irrelevantes. Nós os substituímos por um cobertor sufocante muito pior."

Fiquei um pouco decepcionado com o autor nesse ponto, pois ele criou um personagem tão incrível e não se preocupou em desenvolver a mocinha da história. Acredite quando eu digo, ela é mais desinteressante que a Bella (Crepúsculo). Pois é... Isso fez o autor cair um pouco de nível comigo.

Sangue Quente não é um livro de terror, mas também passa longe de ser um conto de fadas. O autor consegue perfeitamente unir os elementos: medo, amor, mistério. É muito bonito o modo que ele trabalha o ser humano e, às vezes, fiquei com impressão de que ele era psicólogo ou coisa parecida.

O enredo não é muito rico, eu confesso. O livro todo, basicamente, vai narrar as aventuras (bem fracas) de R e Julie pelo "mundo". No final a coisa esquenta mais um pouco, mas tudo passa tão rápido que eu fiquei pensando se o livro não teria continuação, ou algo assim - espero que não tenha.

"Música? Música é vida! É emoção física, mas você não pode tocar. É uma ecto-energia de neon brilhante sugada dos espíritos e transformada em ondas de som para que seus ouvidos possam engolir."

A edição está boa, mas não perfeita. Achei horríveis as figuras que os capítulos possuem. Todo capítulo se iniciar com a figura de uma parte do corpo humano (criativo), mas isso foi mal aproveitado. As figuras eram tão feias, que chegam a ser irreconhecíveis. Não encontrei muitos erros gramaticais, mas eles não foram nulos. Gosto muito da capa e de como a editora organizou o espaçamento do livro. Boa edição!

Sangue Quente é um livro engraçado, medonho, romântico e bastante filosófico. Você irá encontrar diversas referências a obras dos anos 80 e 90 e, pode ter certeza, a Michael Jackson. O livro peca na hora de desenvolver alguns personagens e deixa a desejar quanto ao ritmo, que vem a decair do meio para o final. Recomendo, pois você vai se divertir e aprender bastante. É perfeito? Não!

Até a próxima!

6 comentários:

  1. OLá.
    Muito boa a sua resenha, fiquei com vontade de ler o livro.
    www.bookspelagi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Gabriel tudo bem??
    Eu jáli esse livro e AMEI, achei muito bom e com certeza aprende vastante coisas mesmo, na hora que eles se alimentam dos cérebros e conseguem ter "contato" com as lembranças das vítimas, é demais. Acho que é um livro de zumbi mais realista, porque eles não simplesmente morrem e voltam zumbis, é uma doença que eles vão se tornando zumbis aos poucos. Muito bom isso.

    Parabéns pela resenha e desculpa o sumiço.
    Estou sentindo sua falta no blog.

    Beijo
    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oiee

    Achei o livro bem diferente não sei de leria por ser medonho e comer humanos iria ficar com nojo kkk mas por ter romance e questões filosóficas já me atrai mais quem sabe um dia.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha Gabriel. Este é um livro que não chama muito a minha atenção. A história não me desperta interesse, sabe? Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, eu vi o filme e não gostei. Quem sabe um dia leio o livro! xD
    Abraço!
    mundofavoritobr.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. oi Gabriel, desculpa estar lendo hoje tua resenha, amei mto legal, Gabriel no começo fiquei louca p/ ler o livro "SANGUE QUENTE",pois gosto mto desse tipo de leitura q fala, sobre zumbis, comedores de cerebros e q tem um pouco de romantismo e graça,mas q vc fez tuas radificações tbm ñ gostei mto, mas tbm fiquei um pouco curiosa p/ saber se R comeu ou ñ o cérebro de Julie, parabéns resenha DEZ, bjos.

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)
















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN