Resenha: Princesa Adormecida - Paula Pimenta

15 de agosto de 2014

Olá pessoal, como vai? Como eu disse anteriormente, essa semana teve só resenhas e para encerrar a semana especial irei falar sobre um livro que, infelizmente, decepcionou-me muito. Bora lá!

ESSA RESENHA CONTÉM SPOILERS!

PS: Peço desculpa pelos atrasos dos posts. Infelizmente a vida nunca foi tão corrida. Época de prova + seminários sem fins = Cansaço e Falta de tempo. Relevem minha ausência!



Título: Princesa Adormecida
Páginas: 192
Autor(a): Paula Pimenta
Editora: Galera Record
Gênero: Fantasia/Romance
Ano de Publicação: 2014

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação:  5/5
Obra Completa: 5/2,5





Sinopse: Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas esta princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. 

Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida.

Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim... 

Resumo:

Áurea ou Anna Rosa tem 16 anos. Foi criada por três tios protetores que colocam o cuidado com a menina em primeiro lugar. O problema é que esse cuidado não é atoa. Anna Rosa não sabe, mas seu passado esconde um grande segredo. 

Áurea vive com seus tios não é por acaso do destino. Quando era pequena foi maldosamente perseguida por uma mulher que tinha uma relação negra com o passado de seus pais. Pensando nisso, seus pais decidiram enviá-la ao Brasil para ficar com os tios. Ela não saberia/sabe de nada sobre o seu passado. Apenas alguns detalhes fora de ordem que os tios contam.

Relutantemente os tios de Áurea deixam-na sair de casa. Mas é da casa para a escola e da escola pra casa. Uma vida trancafiada nas masmorras - na versão moderna de Bela Adormecida - não é aquilo que Áurea deseja e induzida por suas amigas, acaba mentindo para os tios e experimentando as loucuras da noite brasileira.

Feliz por ter saído e culpada por tem mentido, Áurea acha que o nível de confusão de sua vida acabou... Engana-se! Ao começar a receber mensagens de um garoto anônimo pelo celular, Aúrea percebe que está sentindo algo mais forte do que apenas afeição por esse menino que nem conhece. O que ela não sabe é que essa paixão trará mais problemas que soluções.

Opinião:

Paula Pimenta é uma escritora que admiro muito. Conseguiu com a sua série Fazendo Meu Filme o que poucos escritores brasileiros conseguiram. Fazer sucesso até internacionalmente. Seu talento e carisma são inegáveis. Mas quem disse que a excelência sempre se mantem? Princesa Adormecida é a prova de que Paula Pimenta errou a mão... Acontece. Mas espero que não se repita.

Levando em conta que Princesa Adormecida é um "reconto" da versão clássica de Bela Adormecida, já não esperava muita coisa. Geralmente os autores não conseguem contar a história de uma maneira diferente sem fazer uso de clichês e confundir o leitor. O começo do livro é dinâmico e interessante. O leitor é apresentado à história através de manchetes nos jornais da época. O problema, além dos furos, é que há uma grande inconsistência entra a realidade e a ficção. Houve momentos em que não sabia se Paula estava contando uma história com personagens normais ou iria introduzir o "Wolverine" de X-MEM na história. Se é que me entendem.
"Foi aí que percebi que aquela menininha não precisava ficar preocupada. Eu não tinha a menor dúvida de que ela iria cumprir a promessa."
Os personagens são rasos e mal desenvolvidos. A protagonista me irritou tanto, que em alguns momentos comecei a gritar com ela pra ver se diminuía o nível de lerdeza... CREDO! Senti falta da exploração da relação de Áurea e seus tios. As amigas de Áurea também mereciam atenção. Parece que os personagens estão ali apenas para fazerem a história fluir. Não possuem um propósito próprio, a não ser encher páginas e mais páginas de pura enrolação.

A inconsistência dos fatos apresentados no livro é, sem dúvida alguma, o fator que mais me incomodou e me fez cogitar abandonar a leitura. Como alguém pode aceitar encontrar uma pessoa que nunca viu na vida em plena escola em noite de apresentação? Sei que isso existe, mas Áurea foi ensinada repetida e rigidamente a não conversar com estranhos... Cadê o foco Paula Pimenta? Sem contar na aparição surpresa da vilã inimaginavelmente ridícula.
"A curiosidade estava me consumindo e eu só descobriria a verdade se fosse em frente."
Graças a Deus algo nesse livro foi bom. Que edição maravilhosa é esta? A capa do livro é uma das mais bonitas que já tive o prazer de apreciar. A diagramação é estilo "rococó". Folhas amareladas e espaçamentos confortáveis também são marcas da edição caprichosa da editora. Erros ortográficos são inexistentes. Parabéns!

Não irei prolongar mais a resenha, pois não tenho mais nada o que falar. Princesa Adormecida é um livro indispensável para qualquer leitor. Exceto para as crianças que querem se divertir. O livro não chega a ser mal escrito, pois Paula tem o talento de envolver o leitor nas veias. O problema, é que soa tão ridículo que é impossível não rir da situação. Espero que não tenha mais a infelicidade de ler algo tão ruim. Saudades da Paula irreverente e inteligente na escrita. #Voltapimentinha.

11 comentários:

  1. Paula Pimenta é uma das escritoras de quem mais leio elogios. Seja pela sua escrita leve, seja pelos seus roteiros incríveis e cativantes, seja mesmo pela beleza de suas histórias... Já li sobre isso tudo e, mesmo assim, ainda não tive a oportunidade de lê-la. Mas não posso resistir por muito tempo. Não vou conseguir, rsrs.
    Ótima resenha, parabéns!!!

    Abraços,
    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Gabriel, finalmente encontro alguém que sentiu exatamente o que eu senti. Genteee, que personagem irritante. Teve tanta coisa sem pé nem cabeça na história que eu só revirava os olhos. Sem contar que tudo aconteceu tão rápido e de maneira tão superficial que tirou a graça da história. Eu acho que releituras podem ser muito boas, desde quando bem trabalhadas, o que infelizmente não foi o caso dessa, na minha opinião. Mas você tem total razão quanto aos outros detalhes. Genteee, que edição diva foi essa, a começar pela capa? Tudo lindo e perfeito, com diagramação maravilhosa e detalhes únicos. Amei! Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bom??
    Ainda não tive a oportunidade de ler ele, adorei sua resenha. Me deixou com mais vontade de ler!! rsrs

    Bjos,
    Juh
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Também não gostei desse livro. Além da personagem ser chatinha, a história ficou "forçada" demais. Tipo, para que o enredo seguisse o que eles queriam acontecesse a história acabou não fluindo como deveria.
    Beijos

    http://itsfangirltime.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Gabriel! Uma pena que não tenha gostado do livro... Já li Princesa Adormecida e curti bastante, apesar de tê-lo achado mais teen em vista dos demais livros da Paula Pimenta. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca li nada da autora e vou começar por esse. Ganhei ele em uma promoção e assim que chegar quero ler. O que você disse sobre o livro é o que eu mais ou menos já esperava dele. Só não esperava que era tão ruim assim hehehe. Infelizmente esse parece ser o caso da capa ser melhor que o conteúdo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oiee

    Ainda não li nada da autora e já vi bastante gente falando mal desse livro dizendo que é bem fraco, não sei se leria mas a capa esta realmente muito linda!!!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá Gabriel!

    Eu achei o livro fofo, de certa maneira, rs. Não me apaixonei como sou apaixonada pelo Fazendo meu Filme, mas foi quase, rs. A Paula soube me prender, mesmo em uma história boba e sem nexo, ela soube me deixar na cama por algumas horas, até terminar o livro. Isso é o que tanto admiro em sua escrita <3
    Adorei a resenha!

    Beijos,
    Ana M.
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir
  10. De início, não gostei da capa. Mas depois percebi que ela acaba fazendo alusão aos contos de fadas antigos, no maior estilo Irmãos Grimm, então passei a gostar. :)
    Achei a sinopse interessante também. Vou dar esse livro de presente para a minha prima, acho que ela vai adorar. :)
    Te convido a conhecer meu blog, o Literasutra: www.literasutra.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Gabriel!

    Já ouvi muita gente falando que não gostou do livro também, apesar disso tenho vontade de ler, assim como os outros livros da Paula Pimenta , leio muitos elogios sobre ela.
    Ah...Achei a capa do livro linda demais!

    Beijos,

    Ester- Papo de leitora

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)
















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN