Resenha: Procura-se Um Marido - Carina Rissi

23 de julho de 2014

Oi, pessoal! Tudo okay? Adivinha quem está de volta... Sim, a Mandy! Depois de duas longas semanas sem escrever resenhas por ter havido alguns imprevistos, eu finalmente pude postar novamente (rs).

Hoje irei resenhar um livro que já li há algum tempo, mas que me cativou de tal maneira que não posso deixar de compartilhar com vocês. O livro de hoje é Procura-se um Marido da nossa querida Carina Rissi, e sim, o livro é nacional! 


Título: Procura-se Um Marido
Título Original: Procura-se Um Marido
Páginas: 474
Autor(a): Carina Rissi
Editora: Verus
Gênero: Chick-Lit
Ano de Publicação: 2012

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação: 4/5
Obra Completa: 4/5





Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel.

A história gira em torno de Alicia, uma jovem que apesar da idade - por volta de 24 anos – age como uma adolescente. Mimada, inconsequente e que apenas pensa em curtir a vida, isso se deve ao fato dela ter sido criada pelo seu avô após seus pais terem falecido em um acidente de carro. Avô Narciso é um empresário dono de uma grande empresa. Seu maior sonho é que a neta tome jeito.

Infelizmente seu avô morre – e isso não é um spoiler – deixando-a totalmente sem chão. Logo após o velório, ela é surpreendida com a visita do advogado. Ele carrega um testamento, que diz que para receber o que seu avô a deixou, Alicia terá que se casar e manter o casamento por pelo menos um ano ou será totalmente excluída da herança. Mas casamento está fora dos planos da jovem garota!

Enquanto Alicia não recebe a fortuna por não se casar, ela deve começar a trabalhar na empresa que era de seu avô em um cargo bem baixo – como descrito no testamento - e assim aprender a viver com o pouco que não está acostumada. E para piorar sua situação, terá que aturar Max, seu colega de trabalho que implica com ela – e sonho de consumo das garotas.
Tentando encontrar alguma forma de sair dessa situação, ela acha apenas uma saída: forjar um casamento!

Mas para conseguir alguém disposto a se “casar”, ela faz algo um tanto surpreendente, colocando um anúncio no jornal dizendo o seguinte: PROCURA-SE UM MARIDO! – eis o porquê do título do livro. 

Opinião:

A escrita da autora é tão leve e divertida, que você lê tudo em um piscar de olhos. Se você ainda não conhece nenhum livro da Carina, sendo eles Procura-se um Marido, Perdida e – em breve – Encontrada (segundo volume de Perdida), já está na hora de conhecer! Os livros dessa autora são incríveis!

Procura-se Um Marido, apesar de conter uma história com um fim um tanto previsível, acabou me surpreendendo no fim e me viciando em cada página.  Só tenho a agradecer a editora Verus pelo lindo trabalho e por também apostar na literatura nacional. 
Max era uma incógnita para mim. Às vezes, como naquele momento, me tocava sem que eu precisasse recorrer a subterfúgios. Em outras, dava mais trabalho que cabelo alisado com chapinha em dia de chuva.
O livro possui um padrão típico de romance juvenil. A mocinha difícil de lidar, o garoto irresistível. No final, os dois acabam ficando juntos. Você já viu isso em algum lugar? Pois é! Infelizmente a autora usa e abusa dos clichês. Esse uso não atrapalha a leitura, porém, chega a incomodar os leitores mais atentos.

Carina criou um "mundo" muito interessante de se acompanhar. O modo como a protagonista é indecisa e, por muitas vezes, desajeitada, diverti o leitor. A autora consegue desenvolver a personalidade de Alicia sem fazer com que pareça forçado. Uma das maiores qualidades da escrita da autora.
— Mari, aconteceu uma catástrofe! — chorei ao telefone. — Ah, não! O que foi? Você está bem? Claro que não está bem, que pergunta imbecil! Você está ferida? O que aconteceu? Fala criatura! — cuspiu ela, sem parar para respirar. — Me apaixonei pelo meu marido. 
Sobre a edição, não tenho o que reclamar! A capa é tão perfeita, que confesso que li o livro, primeiramente, por ela ter me chamado a atenção. Afinal, quem não se encantou por ela?!

Apenas leia e se divirta! Um chick lit nacional sem igual! (até rimou).

14 comentários:

  1. Ei Amanda

    Ah eu amo a Carina, prefiro Perdida, mas este também é muito divertido. A história é fofa, acho que só não amei tanto pq a protagonista me irritou muito no começo rs.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. O único nacional do gênero que li, amei a escrita da autora e espero conferir novos livros em breve.

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro a Carina! Apesar do clichê todo, a leitura é tão linda :)
    Amei "Perdida" (acho que ainda é o meu preferido dela), mas também gostei bastante de Procura-se um marido", viu?

    Beijos,
    http://leitoraonline.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Amanda.
    Se a autora soube como trabalhar o clichê, eu não ligo, até gosto.
    Mas já achei essa personagem um tanto fora do comum: 24 anos com ações de adolescente...não sei se eu teria paciência pra aturar rsrs, mas como a história é divertidas vale a pena dar uma chance.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Adorei quero ler este livro agora .
    http://santosjoicy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adorei o livro! Ainda não li nada da Carina, mas ainda esse ano leio Perdida, e quem sabe se eu gostar, esse talvez seja o próximo.
    Ótima resenha!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu amo Rissi!
    Li os dois livros dele e esse é - de longe - o meu predileto. Adoro a química do casal e o fato dela transformar coisas banais em algo tão doce e gostoso de se ler.
    Eu também achei viciante!
    Vamos esperar ansiosos pelos livros dela. E quero que a Verus aposte cada vez mais em literatura nacional.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Amanda, ainda não li nenhum livro dessa autora, mas ultimamente tenho notado uma certa falta de imaginação nos romances YA ou NA, sendo livros nacionais ou não. Infelizmente esses clichês já estão cansando um pouco.
    Espero que esse tenha sido uma boa exceção.
    Bjs
    Nel
    maisumblogsobrelivros.com

    ResponderExcluir
  10. Olá!!
    Já li o livro e me diverti bem. Ri em muitos momentos!
    Carina realmente escreve mto bem!

    Beijos
    http://plantaoonline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. O gênero Chick-Lit não me chama muita atençao, mas esse parece ser uma exceção. Ótima resenha.
    Beijos, Polliana.
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olha, nunca li nada da Carina, mas as pessoas sempre falam muito bem dos livros dela que eu morro de vontade de ler. *-*
    Eu não costumo me irritar com clichês e, atualmente, estou precisando ler um livro assim, leve, divertido e que as folhas voam. (:

    Brunna Carolinne - My Favorite Book - @MFBook
    myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Esse livro é muito bom, não dá para parar de ler, mas não virou meu favorito. Perdida é foraaaaaa de série!! Excelente resenha :)

    Beijos
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
  14. Esse livro é demais Comecei a ler e tô amandoo!
    Beijos ..

    www.modasospormaryb.blogspot.com

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)
















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN