Resenha: Eleanor e Park - Rainbow Rowell

Olá pessoal, como vão? Faz tempo que eu não faço resenha para vocês, então decidi dar uma folga pra Mandy e colocar a mão na massa. A resenha de hoje é de um livro singelo, porém, que carrega uma história pesada e difícil. 

"Eleanor e Park me lembrou não apenas de como é ser jovem e apaixonado por uma garota, mas também de como é ser jovem e apaixonado por um livro."
                                                   John Green




Título: Eleanor e Park
Páginas: 328
Autor(a): Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: Romance
Ano de Publicação: 2014
Tradutor: Caio Pereira

Avaliação:

Capa: 5/5
Diagramação: 4/5
Obra Completa: 4/5




Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.


Eleanor é uma garota diferente. Vive com sua mãe e seu padrasto em uma casa simples, em um bairro conhecido por conter famílias desajustadas. Gordinha e ruiva, Eleanor é acostumada a sofrer bullying, mas não imaginaria que em sua nova escola, as coisas iriam de mal a pior.

Park é descendente de coreano e tem uma família como qualquer outra, porém se encaixa na plataforma dos "perfeitos estranhos". Não é popular, mas também já deixou de ser motivo de chacota à muito tempo. Ele é um menino nerd, que gosta de ficar sozinho na maior parte do tempo.

Ao subir no ônibus no primeiro dia de aula, Eleanor já começa a se sentir triste, pois pessoas que nunca virá na vida, já começaram a incomodá-la. As coisas mudam quando ela vê Park. Relutantemente Park decide deixar que Eleanor sente-se ao lado dele no ônibus, mas algo que era obrigação começa a se tornar prazer. Ao longo do tempo eles vão se aproximando e a troca de gibis e conversas sobre bandas é prioridade diária.

A paixão começa a aflorar no coração de Eleanor e Park. Park fica receoso, pois tem vergonha de ser visto com Eleanor e, ao mesmo tempo, não consegue ficar longe dela. Eleanor não queria, mas está louca por Park. O problema, é que tem consciência de que sua família - ou melhor - seu padrasto, não irá permitir o namoro de Eleanor e Park. E agora?

Opinião:

Romance não é um gênero que me agrada muito, pois na maioria das obras que o englobam, o clichê brilha mais do que a conta bancária do autor. Esse livro é diferente e foi isso que me conquistou.

A Narrativa de Rowell é gostosa e peculiar. A autora dividiu o livro em dois pontos de vista, o de Park e o de Eleanor. Tudo é em 3° pessoa. O que torna esse tipo de narrativa interessante - principalmente em um romance - é a ampla visão que o leitor pode ter sobre os sentimentos dos personagens. O livro é um romance voltado para ambos os sexos, pois o garoto com certeza irá se identificar com Park e a garota com Eleanor. Quer dizer, quase sempre.

"Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo comprido, e completamente vivo."

O livro possui personagens distintos e complexos. A autora fala mal de seus próprios personagens, usando frases como: "Estava incrivelmente feia naquele dia." Pode parecer estranho, mas eu achei isso o máximo. É como se a autora se colocasse no lugar do leitor e desse a ele uma visão mais ampla e verossímil de tudo aquilo que estava acontecendo.

A iniciação amorosa de Eleanor e Park.
Eleanor e Park são jovens anormais, pois são diferentes de todos os outros. Eleanor tem vergonha de si mesma e Park fica se questionando sobre sua sexualidade e aparência o tempo todo. Fiquei com vontade de entrar no livro para ajudá-los, pois um romance entre eles era óbvio, mas ao mesmo tempo, complicado. A família de Eleanor é completamente desajustada e a de Park segue os valores tradicionais. Tudo fica contra o amor dos dois, porém isso não é desculpa para aqueles que se amam verdadeiramente.

"Cada segundo parece ser tão importante. E porque sou tão maluca, não me controlo. Não sou mais minha, sou sua; e se você resolver que não quer mais me ver? Como pode me querer como eu quero você?"

Concluindo o que eu disse na introdução. O que me encantou em Eleanor e Park, foi à quebra de todos os clichês possíveis. Então não existem clichês Gabriel? Claro que existem, mas são clichês necessários para o desenvolvimento de um romance e não inexperiência por parte do autor. Eleanor sofre muito, luta para ter uma escova de dente e um dia sem as ofensas duras do padrasto, que além de folgado, bate em sua mãe. Park tem de lidar com o olhar frio do pai e as críticas constantes ao seu jeito de ser. Fica claro, por meio de tudo isso, que a autora quis contar ao leitor uma história de amor diferente. Eleanor e Park se completam, pois ambos sofrem e ambos precisam de um apoio para tudo isso. É incrivelmente bonito.

A conta de telefone triplica, quando se está apaixonado.
A capa é linda. Pode ser definida como: Simples e Singela, assim como a narrativa de Rowell. As folhas são amareladas, porém fiquei meio insatisfeito com a diagramação, pois às vezes me senti confuso com o ponto de vista dos protagonistas, mas isso pode ser algo pessoal, então não levem isso para formar opinião. Parabéns, editora Novo Século!

"Você salvou a minha vida, ela tentou dizer a ele. Não para sempre, e não de forma completa. Provavelmente apenas temporariamente. Mas você salvou a minha vida, e agora eu sou sua. A versão de mim que existe agora é sua. Para sempre."

Para encerrar, digo o seguinte: Eleanor e Park, não é uma história de amor que ultrapassa barreiras e exala novidades. O leitor pode ficar desmotivado a continuar a leitura em alguns pontos, em que a autora decide focar no drama familiar de Eleanor e deixa o romance um pouco de lado. O livro é bonito e traz uma mensagem que precisa ser entendida e apreciada. O final pode decepcionar a maioria, mas agradar a tantos outros. Recomenda-se para todos que desejam ler algo leve, porém que acrescenta sensibilidade e emoção.

27 comentários:

  1. Gente, já quero este livro! hahah
    Me apaixonei sobre a história, parece ser muito singular e super gostosa de se ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga estava louca para conseguir esse livro. Ela comprou e me prometeu que assim que terminasse a leitura me contaria tudinho sobre o livro. Nem precisei esperar a resenha já me ajudou! Agora ele está na minha lista de desejos.

    http://okaymari.blogspot.com.br/

    Okay?
    Mari

    ResponderExcluir
  3. Nunca li esse livro, mas me agrada a forma que ele parece fugir do padrão. A capa é lindíssima!

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabriel.
    Essa não é a primeira resenha que leio de Eleanor & Park, e o que fez meu interesse despertar foi o fato de ser um romance diferente, apesar que, ao contrário de você, não me importo com os clichês rsrs.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  5. Também não gosto muito de romances açucarados, e acho que por isso esses YA's me conquistam! Não se trata apenas de um romance, têm várias outras questões por trás! Eu gostei bastante tmb de Eleanor & Park e espero em breve ler mais livros da autora.
    Abraços,
    Gabriel S. - http://umcenarioimaginario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Estou looouco para ler esse livro haha.
    Depois desta resenha quero esse livro já.
    Ótima resenha.

    http://blogandodignamente.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. A princípio eu não estava muito interessada neste livro, acho que nem tinha parado para ler alguma resenha a respeito, mas ainda bem que agora finalmente me rendi e conheci um pouco mais da obra.

    Gosto de romance desde que não sejam aquela doçura de fazer mal até para diabéticos, então acho que vou me dar bem com este livro. Obrigada por falar que em alguns momentos o livro desmotivar um pouco, assim já estou preparada \o/

    bjs
    http://www.confraria-cultural.com/

    ResponderExcluir
  8. "Romance não é um gênero que me agrada muito, pois na maioria das obras que o englobam, o clichê brilha mais do que a conta bancária do autor." haha conseguiu colocar em uma frase tudo o que penso sobre os romances, mas a gente acaba dando uma chance...
    Não li ainda Eleanor e Park, mas sei que me apaixonei pela capa desde o primeiro segundo que o vi. Quem sabe eu caia na tentação e volte com ele para casa em minha próxima visita a livraria haha.
    Ótima resenha, parabéns!

    velha-estante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi,

    Li o primeiro capitulo e fiquei louca por esse livro, tenho marcador dele e acho super fofo, amo romance quero muito esse livro, gostei da sua resenha, gosto de livros clichês, mas tem uns que não me agradam de jeito nenhum então, prefiro ficar no meio termo, ainda não sei falar do que estou esperando desse livro.

    Mayla

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabriel!

    É um livro muito fofo mesmo, meu Deus. Ainda não sei se gostei ou não do livro, mas nutri um sentimento muito "nhonho" enquanto lia! Também achei que os dois pontos de vista nos permitiu visualizar com mais clareza o romance, e a capa também me conquistou!

    porenseetcs.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Não tinha tanta vontade de ler o livro e tbm por ter visto algumas criticas negativas, mais a sua resenha em especial me chamou atenção e assim que eu tiver a oportunidade vou ler ;)
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Gostei de saber que vc não gosta muito de romance e ainda assim gostou desse. Tbm não leio muitos romances, são muito clichês como vc mesmo disse, mas esse parece ser um livro bem interessante mesmo, quem sabe um dia não leio.
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ei Gabriel

    Vou ter que comprar este livro, está todo mundo resenhando e falando, fiquei curiosa rsrs. E eu gosto bem deste estilo, acho que vou achar fofo. ^^
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Gabriel, que resenha linda! Eu comprei meu exemplar de Eleanor e Park a pouco tempo mas estou com tanto livro p/ler na frente que ainda não tive a oportunidade de conhecer a história. Fiquei muito feliz com tudo o que você citou acima, e mais ansiosa ainda para começar a leitura deste livro.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  15. Estou doido por este livro, doido. Sua resenha foi sincera, isso já me anima a conferir

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Nossa, Gabriel! Eu achava esse livro um porre só por julgamento, achei que poderia ser o clichezinho (afinal, eu ri do modo como você escreveu sobre romances), mas ao ler sua resenha eu fiquei meio que me achando um idiota.
    Só de ler sua resenha eu já me identifiquei com Park, mas também, pode acreditar, com Eleanor. Agora vou adicionar o livro na minha lista de "Vou ler" e "desejados" no Skoob!

    http://gabryelfellipeealgo.blogspot.com.br/
    El Costa, do Confins Literários

    ResponderExcluir
  17. Eu estava louca para ler esse livro, ai vi algumas pessoas falando 'mal' dele e desanimei
    gostei da sua resenha,
    acho que vou ler
    beijos
    http://leitoraemlondres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Quero muito ler esse livro e sua escrita é maravilhosa. Beijos!
    http://www.letrasdepijamas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Quero muito ler este livro porém tenho receio de ter aqueles clichês, adorei a resenha ^^.

    http://estantesuja.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Comprei o livro ontem na saraiva e foi otimo ler a sua resenha pra saber um pouquinho mais sobre. Confesso que estou com certas expectativas mas como voce disse no final, é melhor ir esperando uma leitura leve.
    Abraços
    Guilherme - http://leituraforadeserie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá Gabriel,

    Esse livro é super bem falado e já esta na minha lista de desejados, gosto um pouco do estilo e sua resenha só aumentou a minha curiosidade...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Eu fiquei curiosa sobre o livro assim que soube do lançamento e não me decepcionei com a leitura. Diferente de você, eu gosto de romances, mesmo com os clichês da maioria... Eleanor & park é mesmo uma história cheia de sensibilidade.
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi Gabriel :)
    O livro parece ser muito legal e adorei a ideia de fugir do 'clichê' de sempre.
    Eu já tinha esse livro em minha wishlist e agora só puxei ele mais ainda para o topo rs.
    Adorei a sua resenha, parabéns e escreva mais, por favor!
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oi Gabriel!

    Nossa, fiquei muito feliz quando vi que tinha resenha aqui no blog desse livro, tô querendo ler há um tempão! Minha amiga leu semana passada e amou, até me passou uns spoilers - porque acho que isso já aconteceu com todo mundo hahaha :( -, e eu pretendo ler em breve também! Me identifico com essa coisa de sofrer bullying porque eu mesma sofri uns anos atrás, então, né... Adorei o fato de não ser um livro clichê - apesar de adorar um clichê -, mas às vezes nós só precisamos de uma leitura que seja diferente das outras e é isso que eu preciso agora. Amei a resenha!

    Beijos,

    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Eu me apaixonei pela Rainbow desde que li FanGirl, e Eleanor & Park foi tão bom quanto. Não sei, a maneira como ela conta a história, dando o ponto de vista de ambos os personagens e a inocência que eles tem em relação ao sentimento que nutrem um pelo outro é simplesmente lindo. É um livro que todo mundo deveria ler, e eu não vejo a hora de virar filme.

    http://www.laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Gabriel =)

    Eu estou mega ansiosa para ler esse livro, preciso colocar ele na minha lista de livros para comprar, e não posso demorar para realizar essa comprinha =/

    Adorei sua resenha

    Beijos
    Relíquias
    http://reliquiasaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Amei sua resenha! ;D

    Sobre o livro...amei demais o Park e a Eleanor...também fiquei com muita vontade de entrar no livro e ajudar esses dois kkkk Y-Y

    O final é muito bom, eu adorei. Na hora em que terminei, fiquei desesperado procurando por mais págs, mas depois eu finalmente entendi as três palavras que ela disse ahahaha

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)

Eu vivo lendo. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design