Pipoca de Sexta #39 - 12 Anos de Escravidão

11 de julho de 2014

Olá leitores, como vão? O filme vencedor da enquete no blog foi: 12 Anos de Escravidão. Espero que todos vocês gostem da resenha. Peguem a pipoca e se preparem!

Curiosidade:  12 Anos de Escravidão é baseado em uma história real!



Título: 12 Anos de Escravidão
Gênero: Drama
Elenco: Chiwetel Ejiofor, Brad  Pitt, Lupita Nyong'o e etc.
Distribuidora: BUENA VISTA
Ano de Lançamento: 2014
Nacionalidade: EUA
Direção: Steve McQueen

Avaliação:

Elenco: 5/5
Trilha Sonora: 5/5
Obra Completa: 5/5





Sinopse: 1841. Solomon Northup  é um escravo liberto, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos ele passa por dois senhores, Ford e Edwin Epps, que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.




Solomon Northup é um homem livre. Tem uma família completa e que ama, mas as coisas nunca se mantêm boas por muito tempo. Solomon é atraído por uma oferta de trabalho, em um lugar distante de sua casa e aceita, porém, mal sabia ele o que estava por vim. Um dia ele acorda em um local inusitado e desesperador. Está amarrado e completamente indefeso. O que fazer?

Amor verdadeiro.
O tempo passa e o homem antes livre, demora em aceitar que está nas mãos dos cruéis "homens brancos". Situações repulsivas são enfrentadas por Solomon e o homem usa de sua integridade e honestidade para tentar manter-se vivo naquela situação desesperadora.

Solomon acaba nas mãos de Edwin Epps, um homem com fama de "esfola escravos". Nas mãos desse homem, ele sofre todo tipo de humilhação e tem de ver calado, as atrocidades cometidas pelo "mestre". Já acostumado com a dor das chibatadas, o pobre homem não sabe mais o que fazer. Será que Solomon conseguirá sobreviver àquela situação? Sentirá ele o gosto da liberdade novamente?

Opinião:

Filmes que abordam a temática: Preconceito. Seja ele: racial, sexual, pessoal e etc. São comuns, mas é difícil encontrar aquele que aborde essa temática, sem recorrer aos clichês incômodos e descarados. 12 Anos de Escravidão segue uma linha própria e definida. Clichê será um nome esquecido pelos telespectadores. Revolta, essa será a palavra mais lembrada.

12 Anos de Escravidão começa em um clima gostoso. Vemos a figura de um negro e sua família feliz. Na época, raridade. O telespectador pode ficar um pouco desmotivado, pois o filme parece enrolar na primeira meia hora, mas não desanime. As coisas mudam. Após acordar acorrentando, Solomon recebe inúmeros golpes de chicote. O telespectador percebe a partir daí: Esse filme vai me revoltar. Querido leitor, é isso que acontece.


Um castigo, ou melhor, pura injustiça.
É perceptível, que o filme faz críticas a diversas causas: Abuso Sexual, Exploração Infantil, Uso das palavras de Deus erroneamente, Separação Familiar e etc. Tudo é jogado para o telespectador, que mal tem tempo de digerir e aceitar tudo aquilo. As cenas de nudez não são frontais, mas mostram muita coisa, será isso outra crítica? Hum...


Que Deus os amaldiçoe (se é que me entende).
É impressionante a atuação de todo elenco. Você certamente já ouviu falar de: Lupita Nyong'o. Não? Em que mundo vive?! Pra quem não sabe, ela ganhou o Oscar e chamou a atenção pela beleza e, não sei por que, pela cor... Pois é! Enfim... Chega de polêmica. As atuações estão magníficas, os atores encarnam os personagens de uma maneira extraordinária. Quem vê até acha que é fácil.


A injustiça se repete.
Ao longo do filme, o diretor incrementa detalhes românticos a história. Então tem romance nesse filme? NÃO! O que quero dizer, é que resíduos de romance são soltos ao decorrer da trama, fazendo com que o telespectador espere algo a mais. Nada acontece, digo de antemão. É apenas um truque, que por sinal, deu certo.


Um pedido a um amigo.
O que dizer da Trilha Sonora? Belíssima! Dessa vez, instrumentais não são utilizados exclusivamente, mas músicas de época são inseridas ao enredo. O telespectador irá se apaixonar por algumas canções e se rebelar com outras. Pelo jeito, o diretor quis mesmo mexer com o psicológico e o sentido crítico de seu público. 


"Trabalhe negro, trabalhe."
Se eu pudesse, continuaria falando deste filme até amanha, mas já chega de encher o saco de vocês. 12 Anos de Escravidão é um filme: triste, tenso, doloroso, bonito. Enfim... Cheio de altos e baixos, mas não em relação a trama, mas sim, em respeito aos assuntos tratados. Deixe seu comentário e vá logo assistir ao filme. Não sabe o que está perdendo.


Reconhecimento merecido!

                                                               Confira o Trailer:


19 comentários:

  1. Oi, Gabriel.
    Tenho muita vontade de assistir o filme. Deve ser muito bom. Adorei saber sua opinião.
    Abraços!
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oeeeeeeeeeeeeeee Gabriel ;)
    Infelizmente ainda não assisti esse filme , tenho enorme interesse e dizem que e muito bom , gostei de saber mais sobre sua opinião sobre o filme ;) '' Clichê será um nome esquecido pelos telespectadores. Revolta, essa será a palavra mais lembrada. '' Gostei em que você citou e acho que PRECISO VER LOGO ESSE FILME MEEENINO , ( hauahauha ) . Parabéns pela opinião !
    Abraços !
    Um Grande Vício Literário | Compartilhe Seu Vício

    ResponderExcluir
  3. Que legal! Deu vontade de assistir!!
    http://literaturaeeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Iae Gabriel. Sem dúvidas são filmes muito polêmicos os que tratam sobre preconceitos em gerais. Ainda mais racial né?
    Ainda não tive a oportunidade de assistir este filme, mas ele foi muito bem consagrado entre os grandes críticos, e também recebeu muitos prêmios.
    Se não me engano, a Lupita ganhou até um oscar né?

    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Gabriel!

    Uau, esse filme deve ser muito bom! Deve ser um ótimo estruturador de opinião para auxiliar na redação do ENEM, hein? ;)

    Beijão!

    Natalia Leal
    Páginas Encantadas
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabriel, tudo bem?

    Esse livro tá chegando em breve lá em casa. E eu to doida pra ler. Parece ser um livro e tanto, mas imagino que eu vá me emocionar bastante

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá Gabriel,

    O pessoa fala super bem do filme e pela sua resenha vejo que é tudo isso mesmo, quero ler o livro, super curioso....ótima dica...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiee

    Ouvi falar bem do filme mesmo agora que ver pois adoro esse tema seja em filme ou em livros!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu quero muito assistir esse filme e eu espero poder ver. A história parece ser emocionante.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Gabriel!
    Parece ser um filme muito bom mas, infelizmente, não sei se teria paciência para assisti-lo, rs. São raros os filmes que me prendem!
    Mas adorei a resenha :D
    Beijos,
    Ana M.
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Biel, tudo bem?
    Então, eu gosto muito de ler livros/ver filmes de drama mas ultimamente estou evitando o gênero. Sua resenha ficou bem legal, e acredito que se eu ver este filme, vou chorar. Sério, sou muito sentimental, rsrs!

    Abraço, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Desde a premiação eu fiquei com muita vontade de assistir este filme. A fotografia dele parece está linda e a atuação dos atores incrível. Fiquei com mais vontade de assistir depois de sua crítica! Adorei :)

    Beijoss!
    comoumrefugio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Quero muito ver esse filme, mas quero ler o livro antes. Não gosto de ler o livro com os atores do filme na cabeça. Mas é bom saber que o filme é muito bom.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Oi Gabriel,
    Estou tomando coragem pra assistir a esse filme. Filmes, livros, séries com essa temática me derrubam emocionalmente. O filme parece ser muito bom e em breve tomo coragem pra assistir.
    Beijokas,
    http://minhacontracapa.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Gabriel! Ainda não assisti esse filme, parece realmente muito bom, mas preciso me preparar para assistir, possui uma temática bem forte, por isso preciso preparar meu psicológico haha.
    Beijos

    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi Gabriel, não vejo a hora de poder assistir a esse filme. Só tenho visto comentários positivos sobre ele e a cada nova resenha que leio com mais vontade de assistir fico.

    Beijos
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Até hoje não vi por preguiça, mas morro de curiosidade, esperar dar tempo, né?
    XOXO
    onthislastday.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Gabriel, esta é a minha primeira vez no blog e amei essa coluna. Estou louco para ver este filme, e o modo como você o abordou me deixou com mais curiosidade ainda :D. Aliás, parabéns pelo blog.

    Atenciosamente | Teens in Wonderland

    ResponderExcluir
  19. Estou louca pra ver esse filme, assim como estou louca pra ver outros tb, só que meu tempo tá tão escasso! :/ Seu post me deixou com mais vontade ainda!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)
















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN