Resenha: Óculos, Aparelho e Rock'N'Roll - Meg Haston

Olá leitores, como vão? Desculpem-me a demora em postar, mas eu estava viajando e não tive tempo para preparar nada para vocês. Hoje irão conferir a resenha de Óculos, Aparelho e Rock'N'Roll.

Confira o post sobre a capa do livro: Aqui!

Título: Óculos, Aparelho e Rock'N'Roll
Páginas: 304
Autor(a): Meg Haston
Editora: Intrínseca
Gênero: Infanto-Juvenil
Ano de Publicação: 2012

Avaliação:
Capa: 5/5
Diagramação: 5/5
Obra Completa: 4/5



Kacey Simon é uma garota de 13 anos que tem a vida perfeita. Ela é a mais bonita e popular garota da escola, além disso, possui um programa na escola chamado "Simon Falando" onde dá conselhos para as pessoas, mas será que ela não precisa de um conselho?

Kacey abusou das lentes, ela precisará usar óculos por duas semanas, além disso, Kacey terá que colocar o aparelho mais feio da clínica para concertar uma imperfeição na arcada dentária, mas Kacey começa a se perguntar: Como irei conseguir ensaiar na peça? Ela é protagonista da peça de teatro do colégio e seu par é o garoto mais desejado da escola. A garota que era a mais popular e dava conselhos agora está em uma situação nada agradável.

Kacey sofrendo com os óculos e aparelhos procura ajuda de Paige, sua vizinha e ex-amiga, já que todas as suas "amigas" abandonaram-na por não quererem andar com uma "nerd". Kacey descobre que a ajuda de onde menos se espera pode ser a mais necessária e com Paige começa a ver que tudo o que ela pensava e colocava como objetivo de vida estava errado. É preciso mudar!

Opinião:

Avaliar um livro para crianças é complicado. Pensei muito e decidi que levarei em conta os detalhes do livro apenas para seu gênero, pois não posso fazer uma crítica sobre a obra tentando obter características de livros mais maduros. Correto?

Peguei este livro sem nenhuma expectativa. O que me chamou a atenção foi à capa, pois o resto eu descartava. Nunca devemos julgar antes de conhecer! Iniciei a leitura e me peguei preso pela narrativa da autora, ela narra a história excepcionalmente bem e consegue fazer com que os acontecimentos fluam com naturalidade sem que as coisas pareçam estranhas. O desenrolar da obra se dá através de seus personagens, eles, assim como em outros livros infantis, são o que conta, a ambientação clichê ajuda a entendê-los, a autora os apresenta com o auxílio da mesma. Não deixa nada solto.

"Certo. Não pode ser. A verdadeira Kacey Simon não aceita não como resposta . A verdadeira Kacey Simon pressiona até conseguir o que quer. A verdadeira Kacey Simon...
... desapareceu quando comecei a usar óculos e aparelho."


Os personagens são o ponto mais forte do livro. Kacey me irritou profundamente e, além disso, a autora me desagradou fortemente em um detalhe: A idade de Kacey. Ela tem 13 anos, mas se comporta, tem pensamentos e atitudes de uma adulta. Se a autora tivesse a colocado com 15 ou 16 anos as coisas iriam ficar bem mais verossímeis. Paige foi à personagem que mais gostei, ela é inteligente, humilde e simpática, tudo o que uma personagem deve ser para "amarrar" o leitor na narrativa.

Óculos, Aparelho e Rock'N'Roll é um livro para ser admirado dentro do seu gênero, pois diferente dos outros ele passa uma bela mensagem em sua narrativa, não se preocupa apenas com entreter e fazer rir - o que a autora consegue fazer muito bem. Todas as situações e constrangimentos passados por Kacey são de alguma moral futuramente e a cada página lida o leitor vai percebendo o amadurecimento dos conselhos da autora e como ela os encaixa perfeitamente na obra.

“É inacreditável como algumas pessoas podem ser tão superficiais. Quem se importava com festas de aniversário com tantas coisas horríveis e trágicas acontecendo no mundo? Desastres inomináveis, devastações atingindo milhões de vítimas impotentes ao redor do mundo? Furacões. Inundações. Terremotos.
Óculos.”


A edição está magnífica, a editora Intrínseca arrasou, como sempre. A capa do livro é toda composta de cores fortes e seu fundo preto com desenhos que imitam tatuagens adolescentes, é incrível. A diagramação está bem distribuída na edição, além disso, o leitor irá ter a surpresa de encontrar algumas gravuras ao longo da obra.

“Aqui é a Simon falando que coadjuvantes também têm (alguma) importância. Pense só. Sem um elenco de apoio, quem iria distrair o público enquanto a estrela troca de figurino?”

Óculos, Aparelho e Rock'N'Roll é um misto de clichê, humor adolescente e citações de obras contemporâneas. Recomenda-se caso queira se divertir!

8 comentários:

  1. Oi, Gabriel!

    O meu maior erro foi ter deixado de comprar esse livro na bienal, agora estou mais louca ainda para ler. Vou ver se espero a próxima para finalmente realizar o desejo de tê-lo comigo, mas por enquanto, vou tentar esquecer que ele existe.

    Beijão!

    Natalia Leal
    Páginas Encantadas
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?

    Eu quero ler este livro, mas ainda não o tenho. O pior é que tenho que comprar muitos outros livros antes dele :(

    Gostei da resenha.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. parece ser um livro legalzinho :)
    http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adoro livros para crianças!
    Não sei o motivo, mas literatura tanto de criança, quanto para adolescentes, sempre me fascinaram ao extremo. Acho que é toda essa coisa da contextualização e da mensagem.
    Enfim, já tinha lido sobre esse livro e amo a sinopse dele. Com certeza está na minha lista de "coisas que quero ler" aahuahauhua

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto muito desse gênero. Gosto da abordagem, da linguagem leve e divertida.
    Também acho a capa uma graça. Se tiver a oportunidade eu o lerei.
    Bjs!

    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  6. Parece um livro muito bom de se ler! Gostei da resenha.
    http://inestantevirtual.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabriel! Adorei sua resenha, amo esse tipo de livro apesar de ter meus 20 anos hehe fiquei morrendo de vontade de ler e estou pensando seriamente em comprar.
    Beijoo
    Becca
    www.temosmuitomaispradizer.com

    ResponderExcluir
  8. Me sinto uma ogra quando vou avaliar um livro que é voltado para o público infantil, porque estou mais acostumada com livros ''mais adultos''. E adorei a sua resenha! Me deu uma vontade enorme de ler esse livro.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)

Eu vivo lendo. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design