Resenha: A Árvore de Strangeville - Camilla Sá

26 de março de 2014

Olá leitores, como vão? Hoje trago minha opinião sobre um livro nacional que eu estava muito ansioso para ler, mas acabei me decepcionando. Vamos lá!

Este livro foi uma cortesia da autora Camilla Sá!

Título: A Árvore de Strangeville
Páginas: 402
Autor(a): Camilla Sá
Editora: Gregory
Gênero: Fantasia
Ano de Publicação: 2013

Avaliação:

Capa: 5/5 estrelas
Diagramação: 5/5 estrelas
Obra Completa: 3/5 estrelas


Caroline Stuart - ou Millie nunca teve a vida de uma garota normal. Seus pais são separados e por isso ela vive mudando de cidade, o que causa uma dor muito grande nela. Por não ter residência fixa e não poder se adaptar direito aos lugares Caroline está ficando irritada, já que não fica nem um mês direito em uma casa, mas o que ela não sabia é que tudo iria mudar. 

Um dia o pai de Caroline diz à filha que eles irão mudar de cidade novamente, mas essa é diferente. Ao chegar à cidade de Strangeville, Caroline conhece várias pessoas e, além disso, acaba descobrindo que seu passado está interligado aquela cidade. O que ela não sabia é que não só o seu passado, mas também o seu futuro estava ligado a cidade.

Depois de algum tempo na cidade Millie começa a se interessar por uma árvore muito grande, nomeada: A Árvore de Strangeville. Depois de algum tempo ela vai a biblioteca para pesquisar mais sobre a tal árvore e descobre que a uma lenda sobre uma dimensão mágica e que a árvore é o elo que separa essas dimensões. Ela não leva a sério no início, mas depois que a árvore é derrubada e um novo mundo é revelado Millie terá que se agarrar a incerteza e partir para uma jornada para tentar salvar a humanidade.

Opinião:

Depois que firmei parceria com a autora Camilla Sá fiquei um bom tempo imaginando o que A Árvore de Strangeville iria me proporcionar. Finalmente descobri!

Li a sinopse do livro e uma palavra surgiu em minha cabeça: Clichê, decidi dar uma chance a obra, pois a capa me interessou bastante e estava com esperanças de que Camilla quebrasse esse estereótipo desenvolvido por mim, mas infelizmente isto não ocorreu. No início o livro é incrível, mas ao chegar à página 100 me decepcionei muito. O mundo criado pela autora é mal desenvolvido e tudo é incrivelmente previsível, chega a ser escandaloso.

Afeiçoei-me muito a protagonista. O modo como ela era indecisa e despreparada lembrou-me minha vida a três anos atrás. Arthur o duende me irritou, a todo o momento ele ficava brigando com Millie, mas três páginas depois os dois começavam a conversar novamente como se nada tivesse acontecido. A autora decidiu colocar um dragão na estória e sinceramente... Deu certo! Gostei muito de Bree e a cada página torcia para que ela tivesse o destaque merecido na estória.

"Você não tem escolha, é o seu destino."

O que dizer sobre a narrativa da autora? Ela me encantou. Camilla narra de uma maneira leve e sensata, nem percebi o passar das páginas e quando despertei já estava terminando o livro. Creio que vários autores deveriam imitar está jovem. 

A edição está muito boa. A capa é linda e tem uma espécie de diferença com as capas tradicionais, ela parece ser feita em um ambiente real, mas ao mesmo tempo tudo parece um desenho, confuso, mas encantador. A diagramação está impecável, as fontes são de tamanho bom e as folhas são amarelas. O espaçamento é perfeito! Só me decepcionei com uma coisa, os erros de ortografia. Um leitor deve entender o papel de um revisor de texto. Nunca escrevemos totalmente certo e diversas vezes deixamos algo passar, mas a revisora de A Árvore de Strangeville nem fez questão de prestar atenção nos acentos e errou feio em algumas palavras.

"E ali eu me senti em casa novamente.
 Porque agora eu não tinha mais aquele vazio dentro de mim. Agora eu estava quase completa. Eu acho."

Para encerrar quero dizer uma coisa. A Árvore de Strangeville foi escrito quando a autora tinha apenas 14 anos, o que leva a conclusão de que nada é muito maduro. As escolhas da protagonista que muitas vezes eram erradas são sintomas perceptíveis de imaturidade, tenho apenas 15 anos e acredite, sei como é isso! O que mais me incomodou foi o modo como o vilão apareceu na estória - quer dizer, não apareceu. Para mim um vilão bem desenvolvido faz com que a estória fique interessante, mas a autora não soube explorá-lo e o leitor ficou sem conhecê-lo realmente... Infelizmente!

Encerro está resenha agradecendo a autora pela cortesia e dando os parabéns à mesma por ter tanta coragem, paciência e gentileza, desejo boa sorte a ela e a Millie (hehehe). Recomenda-se? Gosta de fantasia? Vá fundo!

12 comentários:

  1. Nem sinopse ou capa me chamou a atenção. Achei interessante os pontos da sua resenha, fiquei com o entendimento de que a história só não foi bem usada, mas em si é boa.

    Ainda assim não sei se leria.

    Té mais...
    http://bmelo42.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oii!!
    Ainda não conhecia o livro, fiquei curiosa para conhecer a protagonista, acho que muita gente já foi assim como ela. rs
    Beijos

    Elidiane
    Leitura Entre Amigas

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Estou passando por vários blogs para divulgar o blog literário que acabei de criar: enrichthemind.blogspot.com para postar resenhas de livros e coisas relacionadas. Passa por lá? Retribuo as visitas e sigo de volta. Estou super aberta a parcerias e novas amizades!! :D Obrigada desde já e desculpa se não gostar da divulgação, mas espero que compreenda que é necessário quando está começando :( haha. Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Noossa gostei muito dessa capa!!!! A premissa parece ser muito interessante!!! Gostei do fato do personagem ser um pouco indecisa, pois creio que ela vai amadurecer no decorrer da história e isso é muito bacana!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha ouvido falar do livro, mas é bacana quando nos identificamos com o protagonista, não gostei muito da capa, mas gostei da sinopse.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Pela capa não me surpreendeu, mas percebo que posso me encantar pela historia, o que é legal.. beijos
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabriel!

    Parabéns pela sua resenha. Foi sincera, objetiva e apresentou todos os pontos positivos e negativos que encontrou na leitura. A trama não me chamou a atenção, mas achei ótimo saber que é um de uma garota de apenas catorze, pois certamente ela tem muito para crescer e admiro sua coragem em publicar. Suceso para ela.

    Abraço

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. A capa é meio estranha, a sinopse sugere algo diferente, mas sua resenha não convenceu muito não rsrs. Parece ser uma história legal, mas creio que a autora não conseguiu desenvolver muito bem (foi o que pareceu).
    Beijos,
    Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Biel! Que bom que você gostou um pouquinho do livro. Estou lendo ele (parei a um tempinho, mas preciso terminar) e também me incomodei com as mesmas coisas que você.
    Beijos,

    Letícia

    ResponderExcluir
  10. Olá Gabriel,

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas achei interessante a sinopse e a capa é bem legal, apesar dos pontos abordados por você fiquei curioso...boa dica....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oie Gabriel,

    Eu tenho parceria com a editora e recebi esse livro, então em breve irei ler. Gostei muito de sua resenha, foi objetiva, sincera e destacou todos os pontos da história, tanto negativo e positivos. Espero que eu goste da trama.

    Beijos,
    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  12. O livro não sei... Mas sua opinião achei confusa.

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)
















EU VIVO LENDO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
DESIGN E DESENVOLVIDO POR SOFISTICADO DESIGN