Pipoca de Sexta #29 - Até Que a Sorte nos Separe 2

Olá leitores, tudo bem? Hoje vocês irão conferir a resenha de um filme que infelizmente me decepcionou bastante. Vamos lá!

Confira a resenha do primeiro filme AQUI!

Título: Até que A sorte nos Separe 2
Elenco: Leandro Hassum, Camila Morgado, Kiko Mascarenhas...
Distribuidora: Downtown Filmes
Gênero: Comédia
Ano de Lançamento: 2013
Nacionalidade: Brasil
Classificação Indicativa: 12 Anos
Direção: Roberto Santucci

Avaliação:

Personagens: 4/5
Trilha Sonora: 4,5/5
Obra Completa: 3/5 (Bom)


Sinopse: Três anos depois, Tino e Jane estão mais uma vez em dificuldades financeiras. O saldo bancário do casal é salvo graças ao inesperado falecimento de tio Olavinho, que deixou uma herança de R$ 100 milhões a ser dividida igualmente entre Jane e sua mãe, Estela. Como o último desejo do tio foi que suas cinzas sejam jogadas no Grand Canyon, Tino aproveita para levar a esposa e dois de seus filhos para conhecer Las Vegas. Entretanto, ele se empolga com a jogatina de um cassino e perde todo o dinheiro ganho por Jane na mesa de pôquer. Para piorar a situação, ainda fica devendo US$ 10 milhões a um capanga da máfia, que deseja receber o dinheiro a todo custo.


Depois de falir Tino e Jane estão morando em um apartamento apertado na periferia, e estão dispostos a tudo para conseguir dinheiro, até que um dia um advogado visita a família e conta a eles que o tio de Jane, Olavo, morreu e deixou uma "pequena" herança de 50 milhões de dólares para o casal. Obviamente isso é uma fortuna, certo? Não para Tino.

A família decide fazer uma viagem a Las Vegas para comemorar mais essa vitória, mas lá Tino entra em uma enrascada ao subir para o andar dos jogadores de pôquer profissionais, onde 50 mil são apostados a cada minuto e ao jogar com sósias de: Oprah, Stallone e também um traficante internacional, ele se depara com a pobreza novamente, e o pior, é que descobre que sua conta está zerada e ainda deve 10 milhões para a máfia Mexicana. O que Tino vai fazer? Será que Jane o perdoará novamente? Será que a máfia deixará Tino em paz?


Opinião:

Fui assistir Até que a Sorte nos Separe 2 bastante apreensivo, eu já imaginava que não encontraria um filme digno de Oscar nos cinemas mas não esperava me decepcionar da maneira que me decepcionei.

O filme começa dando destaque para a pobreza da família de Tino depois de perder todo o dinheiro que tinham, o público é apresentado á um ambiente com escassez de recursos, educação e principalmente comédia boa. Devido ao papel de Danielle Winits em uma novela das nove ocorreu uma troca de atriz e Jane passou a ser interpretada por Camila Morgado que conseguiu dar mais sutileza à personagem, mas também causou certa estranheza.


Família de Tino na leitura do testamento de Olavo.
O enredo estava bom até o momento em que eles viajaram para Las Vegas. Sabe aquela coisa clichê de filmes americanos, no qual um homem é caçado por um grupo de criminosos por dever dinheiro ou outras coisas? Pois é, essa se torna a situação de Tino. Hassum começa a apelar para o humor forçado e suas reações inconsequentes e exageradas se tornam cansativas para o telespectador. As rizadas tão necessárias para um filme desse gênero vão desaparecendo aos poucos. Dentro do cassino há várias participações especiais, como as de: Anderson Silva e o brilhante Jerry Lewis, que mostra que para fazer humor não é necessário ser escandaloso, basta ser sútil e inteligente.

Tino sonhando. (Ou não)
O elenco sofreu uma alteração além de Danielle Winits, alguns novos personagens entraram para a trama e posso dizer que a entrada de alguns deles foi totalmente desnecessária. Hassum interpretou sua mãe se travestindo e fazendo papel de palhaço, apenas fizeram isso para ter uma desculpa para deixar a filha mais nova do casal no Brasil. Daí você me pergunta, mas pra que? Sinceramente... Não sei! Junto com os novos personagens o enredo começou a se condensar e a previsibilidade e monotonia tomou conta do filme, fazendo das risadas algo bastante desejado pelo público, além da vontade de ir embora do cinema.

Tino pilotando sua "Ferrari".
Algo que eu acho importante ressaltar é a superficialidade de algumas situações. Como é possível uma pessoa gastar mais de 50 milhões em um cassino sem o prévio aviso de alguém? O que quero dizer é que. Quando a empresa nota que o dinheiro em débito do cliente está ficando zerado, é correto e praticamente obrigatório, um aviso para que a pessoa dê uma parada nas atividades exercidas com o dinheiro, correto? Mas neste filme nada disso acontece e confesso que fiquei um pouco irritado.

Tino e família no pôquer.
Com um enredo fraco e personagens forçados, Até Que a Sorte nos Separe 2 decepciona e comprova que a maldição do segundo livro/filme é real em alguns casos. Se, recomendo? Assista por sua conta e risco.

Assista ao Trailer:

16 comentários:

  1. Eu já tinha visto uma crítica a esse filme no "Adoro Cinema" e desanimei de assistir. Acho que com tudo que você falou só consegui me convencer de que ao contrário do primeiro filme, que fez um sucesso por aqui (que não vi, confesso) o segundo errou feio na receita.

    Mas acho que fazer comédia é muito difícil né? Sem ser clichê, sem apelar para piadas pesadas, obscenas, sem soar forçado. Fazer rir é uma arte pra poucos ^^

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  2. Vi esse filme há alguns dias. Adorei!
    Logicamente a Camila Morgado não tem aquele tchan para o humor, mas se saiu mtooo bem!!! Já o Hassun é um mestre! Chorei livros de tanto rir!

    Ótima dica!

    Beijos
    http://plantaoonline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Gabriel..
    Eu ainda nem assisti o primeira acredita..rs
    Dizem que o primeiro é melhor que o segundo..
    Filme brasileiro infelizmente as vezes decepciona, não são todos, mas..
    Que pena que não gostou muito..


    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu vi esse filme algumas semanas atrás e adorei. Ri demais :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabriel, eu recebi o convite para assistir ao filme em cabine de imprensa e neguei na mesma hora. Imaginei que seria uma grande porcaria. Sinceramente, não curto comédias forçadas com roteiros rasos. Uma pena terem trocado os atores, para mim isso faz toda a diferença, ainda mais quando trocam protagonistas. De certo modo os atores criam identificações com seus personagens e a troca realmente deixa tudo muito estranho.. sinto o mesmo quando trocam o tradutor que alguma série literária. Não sei por que insistem nisso. Adorei a sua resenha. Ela me fez ter menos vontade ainda de ver o filme. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, primeira vez aqui, curti muito o blog :)
    Assisti o primeiro filme e até gostei, porém, já não foi tudo aquilo, agora vendo a sua opinião do segundo, já não estava com vontade de assistir, agora que ferrou tudo mesmo.
    Brubs-Livros de Cabeceira
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Poxa, fiquei totalmente desanimada pra assistir esse filme agora =s sei lá, o primeiro foi divertido... e fiquei na expectativa de ser bom como " de pernas pro ar 2", mas, agora não vou nem conferir este aí ><" kkkkk

    Beijos!
    Polly - Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  8. Ja vi o primeiro e foi perfeito, dei altas risadas !!
    beijos.
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Como amo esse autor!
    Dei várias risadas com o filme, mesmo o considerando de qualidade mediana hahaha
    Bem bacana :D
    Beijinhos,
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabriel.
    Como eu assisti o primeiro filme e não achei nem um pouco interessante, fraco demais, eu nem dei chance ao segundo, e conferindo seua opinião eu não fiz uma escolha errada.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  11. Assisti ao primeiro filme e foi bem gratificante, agora pretendo assistir ao segundo em breve.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Fui ao cinema ver esse com meu noivo e achei a proposta do enredo bem divertida. Os filmes brasileiros têm bastante esse lado cômico para expressar uma realidade de reflexão... Gostei do blog. Estou seguindo.
    Aproveito para dizer que indiquei seu blog para uma tag. Espero que goste.
    .
    http://leiagarotaleia.blogspot.com.br/2014/01/tag-7-things-e-7-blogs.html

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Sou meio preconceituosa e por mais que muitos filmes brasileiros estejam fazendo bastante sucesso ultimamente, principalmente no gênero de comédia, sempre fico com um pé atrás para assisti-los.
    Nem vi o filme antecessor a este, então não tenho muito a comentar. Só fico triste que tenha sido uma decepção para você.
    Beijos,
    alanahomrich.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu não curti o 2, sou mais o 1.

    Convido a você a conferir e seguir o meu blog, está cheio de novidades todos os dias.

    BLOG: www.junhiimce.com
    INSTAGRAM: www.instagram.com/junhiimacedo

    ResponderExcluir
  15. Confesso que odeio filmes nacionais, assisti o 1 e foi um dos melhores 'nacional" que assisti, não achei tudo forçado. Não sei se assistirei o 2, li várias críticas negativas sobre ele.

    http://rotinadafelicidade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Gabriel, tudo bem?
    Poxa, vi tanta gente falando bem do filme. Agora fiquei com pouquíssima vontade de assistir o filme. Eu já não era muito fã do humor de Hassum, agora que você falou sobre o filme, acho que nem vou assistir rs

    Beijos,
    salaodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Heey!

Agradecemos pela visita. O que achou do post? Compartilha sua opinião conosco. Obrigado :)

Eu vivo lendo. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design